Criar um Blog-Sexy
Meu Blog-Sexy
Denunciar
Próximo Blog

Menina de 9 anos é abusada por padrasto durante infância e só revela segredo depois de 8 anos

Postado em 9/3/2014 em 01:25 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Mãe se negou a acreditar em filha – padrasto foi condenado a 8 anos de prisão.

Uma vítima de abuso íntimo revelou detalhes de como seu padrasto a atacou quando tinha apenas 9 anos de idade. Jemma Sanders, de 28 anos, foi abusada por Christopher Gibson durante seis anos e ficou calada neste período a pedidos da família, mas agora resolveu sair do anonimato para ajudar a combater o abuso contra crianças,

A mãe de Jemma, Sanders Debbie, se recusou a acreditar na filha mesmo Gibson tendo sido condenado. O agressor foi preso por 8 anos. Jemma disse que pensava que o padrasto achava que ela fosse a própria mãe, todas as vezes que o abuso acontecia. Na época ela pensava que isso era algo normal.

Gibson, de 49 anos, começou a namorar Debbie quando a filha tinha apenas um ano de idade. Toda a família se mudou para Withywood, Bristol, depois que os pais de Jemma se separaram.

Jemma só percebeu o que tinha acontecido com ela quando começou a ter aulas abordando assuntos de reprodução. Ela só contou à mãe o que tinha acontecido em 2003, quando tinha 17 anos de idade. A mãe a xingou, não acreditando, e Jemma foi para a casa da avó. Depois de contar tudo para ela, foi aconselhada a não apresentar queixa, já que isso poderia destruir sua família.

Mas agora Jemma veio à público, e tenta usar seu caso para minimizar abusos à crianças.
 


Professora de escola primária é suspensa após fechar boca de alunos com fita adesiva

Postado em 6/3/2014 em 09:24 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Mulher realizou medida afirmando que as crianças eram muito barulhentas.

Uma professora foi suspensa após colocar fita adesiva para tampar a boca de seus alunos. A mulher tomou a medida alegando que as crianças eram muito barulhentas.

Priscilla Davo lecionava arte e espanhol. Segundo os pais dos alunos, ela colava a boca das crianças sempre que o estudante fazia muito barulho nas aulas.

“Meu filho tinha os pelos do lábio superior arrancados por ação da fita adesiva”, contou uma mãe. “Há tantas outras maneiras de disciplinar as crianças”, afirmou. Algumas crianças sofriam ainda mais por conta da retirada do adesivo, e acabavam com a boca sangrando.
 

Alguns dos alunos começaram a se recusar a entrar na sala de aula com a professora. A professora foi suspensa pela escola.
 


Homem é preso depois de estuprar, cozinhar e comer mulheres

Postado em 6/3/2014 em 09:24 arquivado em aconteceu de verdade - 2 Comentários - Incluir Comentário - Link

Se for condenado ele pode pegar até mesmo prisão perpétua.

Autoridades federais prenderam um homem depois dele matar, cozinhar e comer mulheres há dois anos. Christopher Asch, de 62 anos, era bibliotecário da prestigiosa Stuyvesant High School de Manhattan, e foi preso depois de investigações da polícia.

Asch assistia a filmes com conteúdos voltados para o público adulto antes de atacar as vítimas. O vídeo que ele assistia retrata mulheres sendo torturadas, tendo grampos sendo inseridos no mamilo, além de usar chicotes, algemas, agulhas e outros itens de tortura nas genitais das mullheres.

O advogado de defesa de Asch disse que o vídeo era uma maneira de fetiche do cliente, que nunca teria realizado tal prática na vida real. Se for condenado, Asch pode ficar a vida toda na prisão.
 


Homem é preso após ter relação íntima com cachorro na frente dos vizinhos

Postado em 6/3/2014 em 09:21 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link



Ato foi realizado em plena luz do dia, e chocou os moradores locais que ficaram indignados com a cena.

Um homem foi preso após ter relação íntima com um cachorro da raça pitbull em seu quintal enquanto os vizinhos, chocados, o imploravam para parar. O caso ocorreu em Tampa, na Flórida, EUA.

Bernard Marsonek, de 57 anos, recebeu a visita dos policiais após cometer o ato em plena luz do dia. Uma pequena multidão de moradores, indignados, aguardavam a chegada das autoridades.

Os policiais conversaram com o acusado antes de obter um mandado de prisão e leva-lo. Eles encontraram uma arma e oito pitbulls na residência do homem.

Bernard foi preso sob fiança de US$ 17500 acusado de posse de arma de fogo, crueldade e atividade sexual envolvendo animais.
 


Funcionários do Parque da Disney são presos ao tentarem ter encontro íntimo com crianças de 13 anos

Postado em 6/3/2014 em 09:18 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Acusados foram atraídos por emboscada armada por policiais.

Três funcionários do Walt Disney World estavam entre os 23 suspeitos presos em uma armação da polícia. Eles achavam que teriam encontros íntimos com crianças de 13 anos de idade.

Os acusados foram atraídos por detetives que se passaram por crianças em salas de bate-papo online. A operação secreta foi chamada de “Be mine”.

Os homens levaram itens diversos, incluindo vodka com sabor de creme, maconha e lanches do McDonalds.

Os funcionários do Parque da Disney eram Robert Kingsolver, de 49 anos, Patrick Holgerson, de 32 anos e Joel Torres, de 32 anos. Outros presos incluíam um soldado da Guarda Nacional norte-americana e um paramédico de Orange County.

A operação foi a terceira realizada pela unidade de crimes cibernéticos do Gabinete do Xerife do Condado de Lake. Já foram presos mais de 100 suspeitos nos últimos anos.
 


Assassino que estuprou e matou menino de 9 anos de idade pega pena de morte e é executado por injeção letal

Postado em 6/3/2014 em 09:17 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Homem desmembrou criança após ter relação íntima e escondeu pedaços do corpo em vasos.

Um homem que sequestrou, estuprou e matou um menino de nove anos de idade, foi morto por injeção letal depois de pegar pena de morte. O imigrante cubano Juan Carlos Chávez havia confessado o assassinato do jovem Jimmy Ryce, na Flórida, em 1995.

O rapaz foi agora executado na prisão do Estado da Flórida. Sua última refeição havia sido bife, batata frita, sorvete de morango, fruta misturada e suco de manga.

O assassino, que não tinha antecedentes criminais, trabalhava como lavrador. Ele sequestrou o menino com uma arma quando a criança chegava em um ônibus escolar.

Depois levou-a para seu trailer e a estuprou. Em seguida, quando a criança tentou fugir, o rapaz o atacou e o desmembrou, escondendo o corpo em vasos de plástico. Os restos mortais foram encontrados três meses depois.
 


Mulher vai à delegacia para denunciar violência doméstica e acaba sendo agredida por policial

Postado em 6/3/2014 em 09:16 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Policiais se negaram registrar ocorrência, o que enfureceu suposta vítima.

Uma mulher foi até a delegacia de San Fernando, na província de Buenos Aires (Argentina), para denunciar que sofria violência doméstica cometida por seu irmão. O que ela não esperava é ser novamente agredida, e agora por policiais.

Tudo aconteceu depois que o subdelegado se negou a registrar a ocorrência de violência doméstica. A mulher, identificada como Sandra Cabo, ficou furiosa e acabou sendo atacada por policiais.

De acordo com o advogado de Sandra, os policiais são amigos do irmão dela, e por isso não quiseram registrar a ocorrência.
 


Estuprador ataca vítima tão violentamente que a faz desmaiar durante ato íntimo

Postado em 6/3/2014 em 09:15 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Homem foi preso e condenado a 9 anos de detenção.

Um homem, que estuprou uma mulher de forma violenta a ponto de fazê-la desmaiar, foi preso por nove anos. A jovem de 22 anos de idade foi atacada quando voltava para sua casa em Aberdeen.

O ataque foi tão brutal que a mulher desmaiou. Depois ele obrigou-a a limpar suas áreas íntimas com um esfregão para tentar se livrar de qualquer prova.
 


Menina é apedrejada até a morte na Síria por ter conta no Facebook

Postado em 6/3/2014 em 09:13 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Garota foi condenada em tribunal após ser flagrada usando a rede social.

Uma menina síria foi apedrejada até a morte por conta de um motivo impensável nos tempos atuais. Segundo informações, o fato de ela ter criado uma conta no Facebook foi o motivo que causou sua morte.

Fatoum Al-Jassem foi condenada por um tribunal sob alegação de comportamento imoral. Ela foi levada ao tribunal por militantes do Estado Islâmico do Iraque e da Síria depois de ter sigo flagrada usando a rede social.

O tribunal decidiu que ela deveria ser punida da mesma forma que se pune pessoas condenadas por adultério. Ela acabou apedrejada até a morte.
 


Mulher sobrevive após ser abusada intimamente, baleada e incendiada por três homens

Postado em 6/3/2014 em 09:13 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Vítima foi encontrada sangrando e implorando por ajuda em terreno baldio.

Três homens foram presos após abusar intimamente de uma mulher de 36 anos. Eles ainda atiraram contra a vítima e atearam fogo na mesma.

O caso ocorreu em um terreno baldio na Geórgia, EUA. A mulher foi encontrada sangrando e implorando por ajuda.

Segundo informações, a vítima estava em uma festa na noite anterior à virada do ano. Um dos homens envolvidos no crime sacou uma arma e a obrigou a entrar num carro, fazendo com que ela dirigisse até a cena do crime.

Os suspeitos Robert Johnson e Ketorie Glover, de 23 anos, e Joey Garron, de 28 anos, foram presos na última semana. Eles enfrentam diversas acusações, incluindo sequestro, incêndio criminoso e posse de armas.
 


Mulher com com idade mental de dois anos é agredida sexualmente por homem em hipódromo

Postado em 6/3/2014 em 09:12 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Vítima de 20 anos foi ouvida aos gritos e encontrada sem roupa após crime.

Uma mulher de 20 anos de idade e capacidade mental de uma criança, foi abusada intimamente em uma sala de descanso de um hipódromo. O caso ocorreu no Aqueduct Racetrack, em Nova York, nos EUA.

Frank Wood, de 37 anos, foi preso logo após o incidente. Uma testemunha disse aos policiais que ouviu os gritos da vítima antes do homem ordenar que ela não dissesse nada do que aconteceu a alguém. A mesma testemunha que não foi identificada afirmou ter visto o homem saindo do local puxando as calças e ajustando seu cinto.

A vítima foi encontrada nua. A mãe da mulher disse que sua filha tem problemas no desenvolvimento, e sua capacidade mental é de uma criança de dois anos.

O acusado por ser condenado a até sete anos de prisão. Ele está detido sob fiança de US$ 200 mil (cerca de R$ 478 mil).
 


Homens covardes espancam, estupram e jogam ácido nos olhos de menina de 19 anos antes de a matar

Postado em 6/3/2014 em 09:10 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Assassinos foram condenados à pena de morte.

Três homens foram condenados à morte na Índia depois que foram acusados de estuprar e matar uma jovem de 19 anos de idade. O tribunal em Delhi ouviu a adolescente que disse ter sido sequestrada pelos homens em uma área de Qutub Vihar, quando ela voltava do trabalho em Gurgaon.

O corpo da jovem foi encontrado três dias depois em Rewari, Haryana. A menina havia sido espancada e teve ácido jogado em seus olhos. Mais de 100 pessoas, entre parentes e vizinhos da menina, se reuniram em frente ao tribunal durante cada audiência para exigir que eles fossem condenados à morte.
 


Menina de oito anos é vendida como escrava para que pais pudessem pagar dívidas

Postado em 3/3/2014 em 03:52 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Garota tinha que cuidar de criança da sua idade e de casal de gêmeos três anos mais novos.

Uma menina de apenas oito anos foi vendida pelos pais como escrava para que eles pudessem pagar suas dívidas. Agora, aos 24 anos de idade, ela resolveu contar sua história após escrever um livro.

Shyuma Hall passou pelo constrangimento no Egito. Ela era uma entre os onze filhos do casal que vivia no sul de Alexandria.

Sua infância chegou ao fim no dia em que uma de suas irmãs mais velha foi acusada de roubar algo da casa de seus patrões, o homem chamado Abdel Nasser Youssef Ibrahim Eid e sua esposa Amal Admed EWIS-Abd El Motelib.

A garota foi com a mãe visitar o casal rico, no Cairo, e eles exigiram um substituto mais jovem para compensar o “roubo”. Surpreendentemente, a mãe da menina concordou, e deixou Hall no local dizendo: “Isso é para o bem da família”.

A pequena garota passou os próximos dois anos trabalhando para o casal, que ela chamou de “pai” e “mãe”. Ela cuidava de um casal de gêmeos de 5 anos e uma outra menina da sua própria idade.

Hall conta que as crianças sabiam que ela era escrava, e a lembravam disso o tempo todo. Seus novos pais batiam e a xingavam constantemente.

Após os dois anos, ela se mudou para Irvine, na Califórnia, EUA. Seu abuso ficou ainda pior.

Ela se levantava as 5h30 diariamente para levar as crianças para a escola, e começou a trabalhar na manutenção da casa durante o resto do dia. Ela não podia fazer uma pausa sequer para comer, e era permitido que fizesse apenas uma refeição ao dia, que eram as sobras do jantar.

A menina tinha direito apenas a um quarto sem iluminação e com um colchão para dormir. Mesmo assim, ela nunca pensou em fugir, já que tinha medo do que poderia acontecer caso fosse encontrada. “Se você sair os policiais vão chegar e bater em você, e nunca mais vai poder ver sua família novamente”, ameaçava Amal.

Por sorte, em 2002 uma pessoa enviou denúncia anônima aos serviços da criança, e um grupo de policiais, assistentes pessoais e funcionários da imigração invadiram a residência. O pai, no momento, disse em árabe para a menina: “Não diga a eles que você trabalha para nós, diga apenas que está fazendo uma visita”.

Hall entrou em contato com sua família logo após ser libertada, e, seu pai biológico não pareceu nada feliz coma notícia. Ele disse para que ela voltasse para o Egito, mas a garota resolveu seguir sua vida e decidiu permanecer nos EUA.

Ela passou por vários lares adotivos nos próximos anos, e se tornou cidadã norte-americana. Hall passou três anos na faculdade e agora trabalha como gerente assistente de uma loja.

Além disso, e garota tem uma filha, chamada Athena, junto do namorado, Daniel Eurquidez. “Segurando-a em meus braços em não posso me imaginar desistindo dela. Nem mesmo para salvar o mundo”, concluiu.

Seu pai já faleceu, e ela não falou mais com a família desde que ganhou sua liberdade. Mesmo assim, ela pretende um dia se encontrar com os irmãos. Ibrahim e Motelib foram condenados na ocasião, e sentenciados a cumprirem de dois a três anos de prisão. A mulher foi deportada para o Egito, e o marido ainda continua vivendo no sul da Califórnia.
 

 


Homem é preso por pagar menina de 12 anos para ser fotografada em poses íntimas para ele

Postado em 3/3/2014 em 03:46 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Mãe da criança alertou polícia depois de ver filha chegando com dinheiro em casa.


Um homem britânico foi preso no Cazaquistão por suspeita de produzir imagens íntimas de uma menina de 12 anos de idade. Peter Baruch, de 38 anos, que vive em Londres, teria pago para a criança posar nua em seu quarto de hotel em Uralsk, noroeste do Cazaquistão.

A polícia encontrou mais de 600 fotografias da menina e outras adolescentes no computador do suspeito, que é casado e tem dois filhos. Peter, que é consultor em uma empresa de petróleo, pode pegar até nove anos de prisão se for condenado.

As provas foram descobertas depois que 10 policiais invadiram seu quarto após a mãe da menina suspeitar do dinheiro que ela levou para casa, além de ter lido mensagens de texto no celular da criança. O homem tentou derramar água para invalidar seu computador e outros aparelhos quando a polícia chegou até sua residência, mas mesmo assim alguns dispositivos foram salvos.

A mãe da criança disse que haviam fotos de outras meninas e da filha dela usando roupas íntimas. O advogado de Peter relatou que ele nega as acusações, e afirma que seu cliente pensava que as meninas tinham mais de 15 anos.
 

 

 


Policiais fecham restaurante após descoberta de que estabelecimento vendia pratos feitos com carne humana

Postado em 3/3/2014 em 03:35 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Cabeças decapitadas foram encontradas no local.

Um restaurante foi fechado após a descoberta de que o local vendia pratos feitos com carne humana. O estabelecimento fica em um hotel do estado de Anambra, na Nigéria.

Os oficiais receberam um comunicado sobre o local, e foram averiguar. Eles prenderam 11 pessoas, incluindo o proprietário.

Duas cabeças decapitadas foram recolhidas. Elas estavam ensanguentadas e embrulhadas em folhas de papel celofane. Segundo as autoridades, existia no próprio cardápio a opção de “cabeça humana assada”. A polícia também descobriu diversas armas, incluindo duas AK-47, dezenas de cartuchos de munição e vários telefones celulares.

Um morador local contou que sempre via pessoas estranhas indo no restaurante. Um pastor que já comeu no estabelecimento se disse chocado ao saber que os pratos eram feitos de carne humana. “Eu comi no restaurante e a conta foi muito cara. Os funcionários me disseram que eu comia carne humana. Eu fiquei chocado”, contou.
 

 

 


Menina de 5 anos com condição rara pode morrer se sair no tempo frio

Postado em 3/3/2014 em 02:51 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Criança é impedida de sair de casa no inverno – pais gastam fortuna com aquecedor e roupas de esqui para ela se manter aquecida.

Hollie Davies, de 5 anos, sofre com uma alergia ao frio que acaba causando erupções dolorosas em sua pele. Uma queda brusca de temperatura poderia ser fatal. Dessa maneira a menina fica proibida de nadar, tomar sorvete e sair de casa no tempo frio.

A família de Hollie gasta uma fortuna com aquecimento, além de roupas de esqui para cobri-la dos pés à cabeça, mantendo assim seu corpo isolado das baixas temperaturas. A mãe, Nicola, de 31 anos, diz que dói o coração saber que a filha não pode sair para brincar com as amigas.

A condição provoca coceira, urticárias dolorosas que podem durar dias, falta de ar e fadiga. Ataques severos podem levar até mesmo à morte. A menina sabe de sua condição e tenta sempre enxergar coisas positivas em tudo isso. Ela não reclama por não poder sair de casa, e vive feliz, apesar de seu problema.
 


Pastor proíbe mulheres de usarem roupas de baixo em sua igreja

Postado em 3/3/2014 em 02:47 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Homem disse que assim elas conseguiriam ficar mais próximas de Deus – regra não foi imposta para os homens.

Um pastor está proibindo as mulheres que frequentam sua igreja a usarem roupas íntimas durante o culto. Ele já teria dito a elas que para não usarem roupas íntimas em quaisquer ocasiões, mencionando que assim ficariam mais perto de Deus.

O estranho pedido feito pelo Reverendo Njohi em seu ministério, em Nairobi, no Quênia, faz com que as mulheres sejam proibidas de usarem sutiãs e roubas íntimas na igreja Propeller Redenção do Senhor.

O que é mais estranho é que ele não pediu aos homens para evitarem usar roupas de baixo também. O pastor acrescentou que haveria graves consequências se seus membros femininos não aderissem à nova regra, que teria sido respeitada pela maioria das mulheres.
 


Homem que teve relação íntima com cabra diz a polícia que teve consentimento do animal

Postado em 3/3/2014 em 02:45 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Rapaz garantiu que fez o pedido antes de iniciar o ato.

Um aldeão nigeriano foi preso depois de ter relações íntimas com sua cabra. Mas o que mais chamou a atenção é que ele garantiu que a cabra “topou” a relação.

Malam Kamisu Baranda foi detido depois que o chefe da aldeia o entregou à polícia. O homem de 20 anos pegou duas semanas de prisão, apesar de seus pedidos de clemência.
 


Menina de cinco anos salva a vida de seu pai diabético aplicando-lhe injeção de insulina depois que ele caiu em coma

Postado em 3/3/2014 em 02:30 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Garotinha tinha aprendido desde pequena que pai precisava da injeção mas nunca havia colocado ensinamentos em prática.

Uma menina de apenas cinco anos de idade foi aclamada como heroína após literalmente salvar a vida de seu pai. O Homem, diabético, entrou em coma por conta da doença e acabou recebendo a aplicação de insulina da própria menina.

Holly Price encontrou o pai Barry caído no sofá. Calmamente, ela injetou o hormônio glucagon no estômago do homem, aumentando o açúcar no sangue.

O pai de 47 anos tinha caído inconsciente em coma hipoglicêmico por volta da 01h30 de sábado em sua casa, em Stanley, County Durham, Inglaterra.

O homem que é dependente de insulina há 33 anos contou: “Eu devo ter desmaiado no sofá e Holly acordou, percebeu que eu não estava na cama e desceu. Ela deve ter me encontrado e tentou me acordar. Lembro-me dela balançando minha face”, disse. “Provavelmente eu estaria morto se ela não estivesse lá”, concluiu o pai.

A mãe da menina, Sandra, é separada de Barry. Eles ensinaram a garotinha desde pequena que o pai precisava de uma injeção da geladeira quando torna-se indisposto.

Mesmo assim, a pequena nunca teve a necessidade de colocar seu aprendizado em prática. “Estou impressionado que a informação que Sandra e eu demos à nossa filha foi entendida e permitiu que ela colocasse em prática em uma idade tão jovem”, afirmou o pai. “Estou muito orgulhoso de minha filha por ser tão calma e executar a ação com uma atitude incrível”, concluiu.
 


Professor universitário é preso após usar "caneta espiã" para filmar secretamente sob as roupas de suas alunas

Postado em 2/3/2014 em 01:24 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Homem gravou imagens clandestinamente em quatro ocasiões no último ano.

Um professor universitário alegou que estava filmando secretamente sob as roupas de duas de suas alunas. Segundo ele, o motivo que o levou a realizar o fato era provar que ambas não usavam roupas de baixo, o que, para ele, seria considerado comportamento inadequado.

Don Samuelson, de 65 anos, acabou condenado a três anos de prisão em regime condicional. Ele ainda teve que pagar multa de US$ 672 (cerca de R$ 1606).

O professor da Universidade do Colégio de Medicina Veterinária da Universidade da Flórida usava uma caneta “espiã” para filmar clandestinamente as estudantes. Segundo a polícia, as gravações foram feitas em quatro ocasiões distintas no ano passado.

O caso só foi descoberto após uma das vítimas perceber que estava sendo filmada. Ela chamou as autoridades, que mais tarde descobriram a trama do professor.

O homem alegou que tentava “reunir provas” para mostrar que uma das jovens “não estava usando roupas de baixo” em sala de aula, o que ele “considerava” inapropriado.
 


« Última Página :: Próxima Página »

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...