Criar um Blog-Sexy
Meu Blog-Sexy
Denunciar
Próximo Blog

Esposa traída corta órgão genital do marido, hospital o recoloca e ela invade sala de cirurgia para cortá-lo novamente

Postado em 5/2/2015 em 10:16 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Uma esposa abandonada foi presa depois cortar o órgão genital do marido duas vezes, ao descobrir que ele tinha uma amante.

De acordo com relatos na China, Fan Lung, de 32 anos, usou o telefone da esposa para enviar mensagens picantes para sua amante, Zhang Hung, de 21 anos de idade. O caso aconteceu em Shangqiu, na China.

O homem acabou se esquecendo de sair de sua conta no celular, permitindo que a esposa descobrisse tudo. Atordoada, sua esposa, Feng, de 30 anos, começou a ter um ataque de raiva ao se deparar com diversas mensagens de infidelidade do marido.

Furiosa, ela disse ter pegado um par de tesouras e invadido o quarto em que o marido dormia, cortando seu órgão genital.

Fan foi levado para o hospital, onde o órgão foi costurado de volta. No entanto, a esposa teria se deslocado até a sala do hospital, onde o marido estava internado, e cortado o órgão pela segunda vez, o jogando pela janela em seguida.

Um porta-voz do hospital disse que eles ficaram sabendo do segundo incidente após ser relatado que um homem nu estava espancando uma mulher na rua.

A equipe do local saiu correndo para a rua, se deparando com o homem ferido, ainda com sangue escorrendo pelas pernas, batendo na mulher.

Ele foi interrompido e a mulher foi levada para o hospital, sendo descoberto posteriormente que ela havia cortado seu membro novamente.

Médicos e policiais vasculharam a área externa do hospital, mas não conseguiram encontrar o órgão cortado. Eles acreditam que ele possa ter sido levado por algum animal de rua.

O homem acabou levado para uma cirurgia de emergência por estar perdendo muito sangue.

De acordo com o hospital o quadro segue estável, porém ele se encontra extremamente abalado com o incidente.

Sua amante foi até o hospital, alegando que pretende se casar com o homem, mesmo sem ele possuir o órgão genital masculino.

A esposa recebeu alta e agora está presa por lesão corporal grave.


Homem de 60 anos é preso após engravidar criança de apenas 12 anos de idade

Postado em 5/2/2015 em 10:16 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Um homem de 60 anos está enfrentando a prisão após ser acusado de engravidar uma criança de apenas 12 anos de idade.

Walter Johnson supostamente teve vários encontros íntimos com a criança, e na véspera do Ano Novo descobriu que ela estava grávida.

Segundo a polícia, ele deixou a menina em um centro médico quando soube que ela estava grávida, e acabou fugindo.

Ele, então, ligou para o serviço de emergência, ameaçando cometer suicídio. Johnson mais tarde foi preso e acusado de três abusos íntimos.

Walter Johnson, de 60 anos, foi preso após engravidar criança de apenas 12 anos de idade, que está optando em manter a gravidez e criar a criança com o apoio da família.

O homem, da Flórida, nos EUA, negou ter tido relações íntimas com a menina, e afirmou aos policiais que ele sofre de esquizofrenia e transtorno bipolar, alegando que não estava tomando a medicação.

Um parente da vítima disse que Johnson era um amigo da família e tinha compartilhado uma casa com a menina entre 2011 e 2012.

A vítima, que está passando por um acompanhamento psicológico, optou por manter e criar a criança.

A família apoiou a decisão, alegando que ajudará a criar e certamente vai amar o bebê.

 


Mulher é presa por causar a morte da filha após incentivar seu namorado a abusar sexualmente da criança de 4 meses de idade

Postado em 5/2/2015 em 10:15 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Uma mãe foi presa após incentivar o namorado a abusar sexualmente da própria filha de 4 meses de idade. A menina foi morta no ataque.

O incidente ocorrido em Saint Louis, no Missouri, EUA, fez com que Jessica Lynn Howell, de 26 anos, fosse condenada a 25 anos atrás das grades. Ela se declarou culpada do crime de abuso e assassinato de crianças na última sexta-feira (9).

Durante o incidente, em dezembro de 2012, a menina Ashlynn Lillith Peters foi espancada e estrangulada aparentemente em tentativa de fazer com que ela se calasse.

Uma mãe foi presa após incentivar o namorado a abusar sexualmente da própria filha de 4 meses de idade. A menina foi morta no ataque.

Segundo informações, a mulher teria enviado uma série de mensagens de texto par seu namorado quando a menina tinha apenas um mês de vida, encorajando-o a ter contato íntimo com a menina.

O namorado deve ser julgado em março deste ano sob acusação de assassinato em primeiro grau e abuso a uma criança.

 


Homem é preso acusado de atirar em meninas e matar uma delas depois de ter sexo negado

Postado em 5/2/2015 em 10:10 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Suspeito de matar uma menina de 14 anos, Daniel Viana Campos, de 34, se entregou nesta segunda-feira na Divisão de Homicídios da Baixada. O crime foi no dia 1º de dezembro, na Estrada do Riachão, em Austin, Nova Iguaçu. Com a vítima, Katlyn Gabrielly Bispo Bezerra da Silva, estava uma amiga de 15 anos, que sobreviveu ao fingir-se de morta.

Segundo a polícia, as duas bebiam com Daniel num bar da Estrada Luís Mário da Rocha Lima. Após saírem para um passeio de carro, a colega de Katlyn se recusou a fazer sexo com o acusado. A negativa, segundo os investigadores, motivou o crime.

— Pelo que apuramos, ele chegou a ter relações com a vitima. Já a colega se negou. Com isso, Daniel disse para as duas saírem do carro e disparou. As duas caíram na calçada. Mas a colega de Katlyn sobreviveu — informou o delegado Fábio Salvadoretti.

Ela ficou internada duas semanas no CTI do Hospital da Posse. Seu depoimento foi fundamental para a polícia identificar o acusado. À tarde, parentes de Katlyn foram à Divisão de Homicídios e gritaram “assassino!” quando Daniel passou. A mãe da vítima, a recepcionista Cilene Bispo, de 29, chegou a conversar com o acusado:

— Ele foi cínico ao me pedir desculpas e dizer que sabia o que eu sentia. É impossível saber. É uma dor de se chorar todos os dias. Pelo menos a justiça foi feita — desabafou a mãe de Katlyn.

Segundo a polícia, Daniel era conhecido nos bares de Austin, onde costumava ir com frequência. Com um equipamento de som potente no seu carro, ele atraía mulheres, a grande maioria menor de idade.
 


Polícia procura suspeito de estuprar a neta de dois anos no Entorno do DF

Postado em 3/2/2015 em 11:04 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Ele fugiu após ser denunciado pela mãe da vítima

 A polícia de Goiás procura um homem de 50 anos suspeito de abusar sexualmente da neta, uma criança de dois anos em Águas Lindas (GO), na região do Entorno do DF. O crime foi denunciado pela mãe da vítima.

— Ela estava brincando e me pediu para tirar a frauda dela, que queria fazer xixi. Aí começou a reclamar de dor. Quando eu olhei estava muito vermelho. Perguntei o que tinha acontecido e ela disse que tinha sido o avô. Me deu um desespero tão grande.

Após a denúncia da mãe da vítima, a polícia foi até a casa do suspeito, que já tinha fugido do local. Policiais militares receberam a informação de que ele teria ido para Taboquinha, distrito de Padre Bernardo (GO), também na região do Entorno do DF.

De acordo com os policiais militares, o suspeito tem antecedentes criminais e também já teria estuprado a sogra.

 


Homem é condenado após estuprar menina de 3 anos

Postado em 3/2/2015 em 10:17 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Um homem foi condenado a prisão por nove anos após cometer um crime brutal. Ele abusou de uma menina que tinha 3 anos.

Um homem foi condenado a prisão por nove anos após cometer um crime brutal. Ele abusou de uma menina que tinha entre três e quatro anos de idade.

Gary Colin Deveneym de 48 anos, foi preso depois que a criança comentou sobre o incidente com sua mãe. O acusado foi considerado culpado de seis crimes sexuais contra uma criança entre 2010 e 2011.

O homem foi preso em junho de 2013 em Londres, na Inglaterra. Ele já estava cumprindo pena por crimes sexuais a partir de um caso não relacionado ocorrido em 2011.

Colin negou as acusações, mas acabou sendo condenado na última sexta-feira (9) a cumprir os nove anos atrás das grades.
 


Jovem pega prisão perpétua após matar a própria mãe e ter relação íntima com o corpo

Postado em 3/2/2015 em 10:11 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Um jovem que pensava em cometer suicídio acabou matando a própria mãe antes de ter relação íntima com o corpo da vítima.

 



Kevin Davis, de 17 anos, morava com a mãe Kimberly Hill, de 50, em Corpus Christi, no Texas. A mãe dedicava a vida cuidando de outras pessoas em um hospício e ficou chocada quando o filho lhe disse que estava entediado com a vida e queria morrer.

Em 27 de março de 2014 Kevin disse à mãe que estava “cansado da vida e odiava as outras pessoas”. Kimberly, apesar de chocada e arrasada com a notícia, tentou conversar com o filho sobre o problema.

Durante a conversa, o filho acabou a atacando, tentando estrangulá-la e, em seguida, utilizou um martelo para bater em sua cabeça por cerca de 20 vezes, até matá-la.

Kevin Davis, que pensava em morrer, acabou matando a própria mãe durante uma conversa sobre o assunto e teve relação íntima com o corpo. Jovem pegou prisão perpétua.

Após o assassinato brutal, o adolescente ainda despiu e abusou intimamente do corpo da própria mãe, deixando um rastro de sangue pela casa além de escrever uma mensagem pedindo desculpas pelo acontecimento.

Kevin, em seguida, tentou deixar a cidade usando sua bicicleta, passando por um trecho de trilhos de trem. Depois de algum tempo, ao chegar até uma cidade vizinha, ele caminhou até a propriedade de um casal, onde calmamente pediu para usar o telefone para ligar para a polícia, pois tinha cometido um assassinato.

O jovem efetuou a ligação contando aos oficiais sobre o incidente e o endereço onde sua mãe estava morta. A polícia rapidamente correu para o local, onde encontrou o corpo nu, da cintura para baixo, já sem vida. Kevin foi preso posteriormente e levado para um interrogatório.

Na delegacia, ele confessou tudo e disse que, embora amasse a mãe, não tinha nenhum arrependimento.

Kevin admitiu ter usado o martelo para matar a mãe, e quando perguntando o que tinha acontecido em seguida, ele disse que tinha tido relações íntimas com o corpo. “Acho que eu perdi minha virgindade com um cadáver”, disse ele.

O jovem afirmou que após a morte da mãe chegou a ficar esperando sua irmã voltar para casa, pensando em também matá-la, mas acabou mudando de ideia.

Quando a polícia lhe perguntou, como deveria ser punido pela morte da mãe, ele respondeu dizendo que merecia 100 anos de prisão, porque sabia exatamente o que estava fazendo.

Assustadoramente, o jovem frio e cruel afirmou que a mataria novamente, alegando que estava com consciência e não possuía problemas mentais.

Kevin, agora com 18 anos, recebeu a pena máxima, enfrentando a prisão perpétua.

 


Pai e filha viram caçadores de pedófilos após menina sofrer abuso de cara que conheceu na internet

Postado em 3/2/2015 em 09:20 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Bobo aquele que ainda se sente seguro nas redes sociais. Quando menos se espera alguém pode tentar contato e simplesmente transformar a sua vida num caos

Leah Collis tornou-se alvo de um pedófilo quando tinha apenas 17 anos. Ela estava numa sala de bate-papos na internet e foi chamada por Brayden, um homem que alegou morar em Londres e ter 20 anos

Disse que tinha cabelo preto, barba baixa e uma cicatriz na sua bochecha esquerda. Confirmava não ser tão bonito, mas tratava a menina muito bem a ponto dela se sentir "especial"

Eles ficaram conversando por um bom tempo, o dia inteiro praticamente. Quando Leah se deu conta, já havia iniciado um namoro virtual. Ele dizia gostar das mesmas coisas que ela, era como se fosse um par ideal

Então, depois de um namoro virtual de 2 meses, quando ela já se sentia apaixonada por ele, eles marcaram um encontro em um quarto de hotel em Derbyshire, Inglaterra

Lá ela descobriu que tudo o que ele havia dito era mentira. Na verdade ele tinha 40 anos e não 20, morava em Derbyshire e não em Londres... Tudo não passava de uma grande farsa!

Ele forçou Leah a fazer sexo com ele. A menina recorda: “Ele foi com tudo para cima de mim. Não foi bom. Ele foi muito agressivo. Eu apenas estava lá até que tudo acabasse. Não houve carícias, carinhos, afagos ou palavras bonitas. Depois, fui para a casa de uma amiga e tomei cerca de 40 banhos. Me senti suja, impura, e eu percebi que tudo era mentira. Parei de ir para a faculdade, e parei de falar com os meus amigos porque estava com vergonha”

Tempos depois ela resolveu contar ao seu pai, que disse: “Este homem a manipulou, a convidou para conhecê-lo, fez o que quis com seu corpo, e em seguida, desapareceu”. 


E para piorar a situação, a menina não era menos de idade, pois a maior idade lá é acima dos 16! Então a policia não tinha muito o que fazer, porque tecnicamente ela não tinha sido "estuprada"

Foi quando eles, pai e filha, se juntaram para encontrar novamente o agressor e envergonhá-lo publicamente. Deram início aos "Caçadores de Pedófilos"

Eles criaram um perfil falso para Leah, no qual ela posta fotos com 14 anos de idade para chamar atenção dos agressores e também tentar achar Brayden, mas infelizmente ele havia sumido, apagado todos os seus vestígios das redes sociais

A filha dele vem servindo de isca desde então para ajudar a equipe "Online Predator Investigation Team (OPIT)" a encontrar esses pedófilos e expô-los

Em muitos casos eles atraem os mal intencionados para os parques públicos marcando encontros como se fosse as meninas novinhas

“Temos que ter cuidado para criarmos histórias diferentes para cada personagem que criamos; às vezes, temos cinco homens de uma vez em cima de uma menina”, disse Brendan

Até agora eles já ajudaram na prisão de 34 pedófilos. Acham que, infelizmente, esse tipo de trabalho não deveria ser necessário, mas se sentem úteis em ajudar a polícia nesses casos

Ela disse que não quer que mais nenhuma menina passe pelo o que ela passou. “Farei o possível para impedir esses homens de cometerem atrocidades com meninas e meninos inocentes.”



 


Professora é presa por ter relações íntimas com aluno pouco tempo depois de se casar com outro homem

Postado em 3/2/2015 em 08:55 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Uma professora de 23 anos foi presa por ter tido relações íntimas com seu aluno de 18, apenas 7 meses depois de ter se casado com outro homem.

Jessica Bonnett Acker estava trabalhando na Escola Bryant, no Alabama, nos EUA, quando o incidente aconteceu.

A professora e o aluno foram interrogados pela polícia, que acabou prendendo Jessica pelo adultério e desvio de conduta.

Acredita-se que a professora tenha se casado no dia 31 de maio de 2014.

Jessica Bonnett Acker foi presa por ter relações íntimas com aluno pouco tempo depois de ter se casado com outro homem.

Jessica renunciou ao cargo na escola depois que as revelações se tornaram públicas.

Seu perfil no Facebook, que já foi excluído, mostrava inúmeras fotos de seu casamento.

Jessica foi levada para a cadeia do condado de Tuscaloosa, onde uma fiança de 13 mil reais foi fixada.

 


Professor obriga alunos de sete anos a tirarem suas roupas e ameaça cortar seus órgãos genitais com tesoura

Postado em 3/2/2015 em 08:52 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Um professor ordenou que dois de seus alunos de sete anos de idade tirassem a roupa em uma escola dinamarquesa, antes de ameaçar cortas seus órgãos genitais delas com uma tesoura.

Os alunos foram obrigados a retirar a roupa depois de terem esquecidos de levar gorros de Papai Noel para a festa de Natal na escola, em Assens, na Dinamarca.

Foi relatado também que os meninos foram orientados a subir no lixo, na frente de toda a escola.

A escola admitiu que a ação foi totalmente inadequada, mas os pais das crianças fizeram uma queixa a um grupo de proteção à criança, denunciando o caso para a polícia.

Professor obrigou alunos de sete anos de idade a tirar a roupa e a ameaçou cortar seus órgãos genitais com uma tesoura por terem esquecido de levar gorro para festa de Natal.

Um porta-voz da polícia local disse que eles tinham recebido uma queixa oficial e estavam investigando o caso.

 


Idoso que usava semelhança com Papai Noel para abusar de crianças é preso

Postado em 3/2/2015 em 08:49 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Neozelandês teria violentado diversos menores entre seis a onze anos na Zona Oeste

A longa barba branca e a imagem de Bom Velhinho, que lembra o Papai Noel, era o disfarce perfeito para o neozelandês Paul Barry Clark atrair crianças e estuprá-las. O acusado foi preso sábado por policiais da 35ª DP (Campo Grande), após a denúncia da mãe de uma das vítimas, de apenas 9 anos. Ele já responde a procedimento na mesma delegacia pelo crime contra outras três crianças.

A mãe contou que o filho apareceu em casa com dinheiro e que só depois de muita insistência a criança revelou a origem: a quantia teria sido dada por Paul após o abuso. A vítima contou ainda que teria visto outras crianças sendo abusadas pelo acusado. A polícia confirmou o modo de agir do neo zelandês descrito pela vítima.

A polícia apreendeu na casa de Paul uma câmera fotográfica e um computador, onde a criança contou que o acusado guardaria imagens das vítimas. Segundo testemunhas, o local onde o suspeito morava ficava cheio de crianças e, por isso, chamado de Terra do Nunca, em alusão ao personagem do desenho infantil Peter Pan.

No mesmo dia, policiais prenderam Oseas de Brito dos Santos, também acusado de abuso de uma adolescente de 14 anos, em Seropédica. Ele teve prisão preventiva decretada e foi condenado a 10 anos de prisão por atentado violento ao pudor.

 


Casal é preso após ser flagrado tendo relação íntima em cima de carro dentro de concessionária

Postado em 2/2/2015 em 09:42 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Erin Byrd, de 18 anos, e Ramon Mitchell, de 29, foram flagrados tendo relação íntima em cima de carro em concessionária.

Um casal acabou na prisão depois de ser visto tendo relação íntima em cima de um carro de uma concessionária de veículos usados.

Erin Byrd, de 18 anos, e Ramon Mitchell, de 29, foram acusados de comportamento indecente e lascivo depois de terem sido flagrados na loja em West Palm Beach, Flórida (EUA).

A polícia disse que foi acionada por uma testemunha que relatou ter visto o casal nu, curtindo a companhia um do outro, em cima de um carro dentro da concessionária.

Ela disse ainda que pôde escutar o casal gemendo, e que se sentiu ofendida com que tinha presenciado.

No momento em que a polícia chegou, Byrd e Mitchell estavam dentro de uma van branca, colocando suas roupas de volta. A van também pertencia à concessionária, segundo a polícia.

Agentes prenderam a dupla, e quando colocaram as algemas em Mitchell, ele cuspiu na cara de um deles.

Michael Melendez, proprietário da Mikes Auto Sales (concessionária onde ocorreu o incidente), disse à polícia que o casal não tinha permissão para estar em sua propriedade, de acordo com o relatório da polícia.

Byrd foi libertado da prisão no dia seguinte, enquanto Mitchell recebeu fiança estipulada em 11.000 dólares.
 


Criança que viveu trancada por cinco anos em armário, sendo estuprada todas as noites por mãe e padrasto, resolve expor caso após anos de sofrimento

Postado em 2/2/2015 em 09:40 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Lauren Kavanaugh contou como foi mantida em guarda-roupa por 5 anos quando criança, e sendo abusada e torturada por pais.

Uma mulher cuja mãe e o padrasto a forçaram viver em um guarda-roupa por cinco anos, contou como foi torturada, proibida de comer e estuprada todas as noites.

Lauren Kavanaugh, hoje com 21 anos, viveu no guarda-roupa dos 3 anos de idade até os 8. Sua mãe, Barbara Atkinson, e o padrasto, Kenny Atkinson, acabaram condenados à prisão perpétua pelos abusos e torturas, em 2002, não elegível para liberdade condicional até 2031.

O casal foi descoberto por um vizinho que ficou horrorizado com o caso e alertou a polícia.

Quando Lauren foi retirada do pequeno armário em 2001, ela tinha oito anos, mas pesava apenas 11 quilos, bem abaixo do recomendável para a idade.

Ela foi levada às pressas para uma cirurgia, onde foi colocada uma bolsa de colostomia.

A jovem se recuperou dos problemas de saúde e agora é uma estudante que apoia outras vítimas de abusos.

Ela contou que também foi torturada e queimada com cigarros quando criança, mas seus irmãos não foram abusados. Ainda de acordo com ela, os familiares riam da situação cruel que vivia.

A jovem atualmente mora em um apartamento próprio e estuda psicologia na faculdade.
 


Menina de 14 anos é sequestrada e estuprada antes de ser jogada na rua

Postado em 2/2/2015 em 09:37 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Menina de 14 anos foi levada a força para dentro de carro por dois homens e abusada intimamente antes de ser jogada em rua.

Uma jovem foi arrastada à força para um carro e estuprada, antes de ser empurrada para fora do veículo após o abuso.

A menina, de 14 anos de idade, estava andando por uma área de Longsight, Manchester, na Inglaterra, quando passou por dois homens que estavam ao lado de um carro.

Um dos homens tentou falar com ela antes de arrastá-la para dentro do carro. A jovem foi conduzida no veículo para uma rua próxima, onde foi abusada intimamente e agredida.

Ela acabou sendo empurrada para fora do carro em Levenshulme, onde foi até uma loja próxima pedir ajuda. Lá eles alertaram a polícia sobre o ataque.

A vítima está agora sendo apoiada por profissionais especializados para superar o trauma.

A polícia reforçou a segurança na área do crime e revelou detalhes sobre os suspeitos e o carro utilizado, a espera que testemunhas passem informações que levem aos criminosos, para que as prisões possam ser efetuadas.
 


Mulher entra em cadeia com arma escondida dentro da vagina

Postado em 31/1/2015 em 08:50 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link



Uma mulher conseguiu burlar a segurança de uma cadeia de forma incomum. Ela entrou no local com uma arma escondida na vagina.

Josephine McAllister, de 34 anos, supostamente tentava contrabandear a arma no centro de detenção metropolitano em Albuquerque, estado do Novo México, nos EUA.

A mulher havia dito aos policiais que ficou confusa sem saber se contaria que tinha a arma escondida depois de ser detida por posse de cartões de crédito roubados e resistência à prisão.

Os funcionários da penitenciária foram alertados sobre o incidente após outro detendo encontrar a arma em uma lixeira. O diretor do local, Simon Drobik, afirmou que sua equipe não pode realizar vistorias nas cavidades do corpo dos visitantes.
 


Mulher fica envergonhada após pedir ajuda a bombeiros e ser encontrada algemada

Postado em 31/1/2015 em 08:48 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Mulher causou espanto em bombeiros ao aparecer pedindo ajuda de madrugada enquanto estava algemada. Caso ocorreu no Reino Unido.

Uma mulher ficou envergonhada após procurar o corpo de bombeiros em uma estação de incêndio, durante a madrugada, surpreendendo a corporação ao ser vista com um par de algemas.

A mulher, que não teve sua identidade revelada, chegou ao local por volta das 2:41 da manhã. A razão pela qual estava algemada não foi revelada.

Um porta-voz do Corpo de Bombeiros disse: "Nós removemos as algemas usando equipamento de corte pequeno e a mulher foi levada ao hospital por uma ambulância, porque seu pulso estava muito inchado."

De acordo com a polícia, o caso, apesar de estranho, não está sendo tratado como um crime.

Não é a primeira vez que os bombeiros são acionados para situações estranhas. Em outubro, os bombeiros tiveram que usar sabão para lubrificar uma mulher presa na chaminé da casa de seu ex-namorado, em Thousand Oaks, na Califórnia.
 


Polícia procura jovens mulheres que transmitiram suas imagens nuas dentro de bibliotecas públicas para clientes através da internet

Postado em 31/1/2015 em 08:48 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Jovens mulheres transmitiram suas imagens nuas, enquanto estavam se exibindo pela webcam em bibliotecas e cafés a clientes.

Duas meninas filmando-se envolver em atividade erótica em bibliotecas públicas e cafés têm suscitado uma caçada policial para os artistas brincalhões.

Duas jovens mulheres que se filmaram nuas dentro de bibliotecas públicas e cafés, estão sendo procuradas pela polícia pela brincadeira desordeira.

Uma loira e uma morena foram vistas entrando bibliotecas e cafés para realizarem cenas de nudez em troca de pagamentos de clientes que assistiam pela internet.

Uma das cenas mostra as garotas de topless descaradamente se beijando enquanto um homem se senta para ler um livro, completamente inconsciente do que acontecia próximo a ele.

As imagens em questão foram gravadas na Biblioteca Nacional, na capital da Moldávia, Chisinau.

A polícia acredita que as duas mulheres não são as únicas a se exibirem em shows para clientes, já que alega que isso vem se tornando tendência entre as jovens, que usam locais públicos para cometerem os atos.

Um policial envolvido no caso comentou: "É preciso dinheiro para montar um estúdio em casa e usar a webcam, já que são necessários computadores e acesso a internet, entre outras coisas. Se torna muito mais fácil simplesmente usar o que oferecem gratuitamente lugares como bibliotecas públicas, onde parece haver uma abundância de homens preparados para pagar as meninas a se expor em público - sem qualquer risco para os homens."
 


Professora casada é presa após ter relação íntima com aluno

Postado em 31/1/2015 em 08:47 arquivado em aconteceu de verdade - 1 Comentários - Incluir Comentário - Link

Uma professora casada acabou condenada após um incidente antiético. Ela teve relações íntimas com um estudante da instituição que trabalhava.

Mackenzie Land Matthews foi condenada na última terça-feira (6) após ter relações com um aluno de 18 anos da Heath High School, em Ohio, nos EUA. Embora o estudante seja maior de idade, no estado é considerado crime um professor dormir com um aluno.

Após a condenação, em lágrimas a mulher se pronunciou: “Eu só queria pedir desculpas sinceras para a vítima, sua família, a comunidade de Heath e a minha escola”, disse. “Quero pedir desculpas aos meus amigos, minha família, meus filhos e especialmente ao meu marido”, continuou.

Uma professora casada acabou condenada após um incidente antiético. Ela teve relações íntimas com um estudante da instituição que trabalhava.

Ela ainda se mostrou arrependida do feito, e disse que aceita responder por seus atos.

O aluno estava a quatro meses de se formar, e, caso a professora tivesse se envolvido após a situação, não teria que responder pelo crime.

Segundo o advogado do aluno, que não foi identificado, o garoto esperava que a professora não fosse presa.

Matthews foi obrigada a abandonar a escola após o caso vir a público.

 


Jovem que estuprou mulher em ônibus é preso após novo caso de violência sexual

Postado em 31/1/2015 em 08:44 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Roberto da Hora, hoje com 18 anos, foi levado para um presídio de Japeri após violentar um menor de 13 anos

O jovem Roberto da Hora, que em 2013, quando era menor de idade, foi apreendido após estuprar e assaltar uma mulher no interior do ônibus da Linha 369 (Bangu - Carioca) é acusado de cometer nova violência sexual. Desta vez o caso aconteceu na Escola João Luiz Alves, na Ilha do Governador, onde ele cumpria medida sócio-educativa. Roberto, hoje com 18 anos, teria estuprado na última sexta-feira um outro interno, de apenas 13 anos.

 


Adolescente diz ter sido estuprada por quatro homens durante cinco dias em cativeiro

Postado em 31/1/2015 em 08:43 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link



A menina disse que saiu com um colega para um passeio durante a virada do ano, e na volta para sua casa, foi abordada por um carro cinza com quatro homens dentro, os quais a obrigaram entrar no veículo.

De acordo com a mãe da adolescente, ela foi sequestrada por quatro garotos que abusaram sexualmente dela.

Na manhã desta terça-feira (6), a vítima percebeu que estava sozinha e pulou a janela da casa, conseguindo sair do cativeiro e rapidamente procurou ajuda.

A jovem prestou depoimento à delegacia e no momento encontra-se fazendo vários exames do hospital Pérola Bayton. Segundo o relato, um dos sequestradores tem o nome de Cabelinho e todos aparentam ser menores de idade.

 


« Última Página :: Próxima Página »

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...