Criar um Blog-Sexy
Meu Blog-Sexy
Denunciar
Próximo Blog

Manga Lolicon: little girl 3

Postado em 20/10/2014 em 10:24 arquivado em Mangas - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

 

DOWNLOAD DIRETO

 

VER MANGÁ ONLINE

 

 

 


Depilação: por que mulheres e homens declararam guerra aos pelos?

Postado em 20/10/2014 em 06:18 arquivado em dicas sobre sexo - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

No verão, quando os dias estão lindos e o calor é quase palpável, os comerciantes de ar-condicionado estão preparados, os vendedores de churrasqueiras têm um sorriso nos lábios e as esteticistas esfregam as mãos. Quando o sol está forte, as clientes têm sempre hora marcada. Mais ainda que no restante do ano, verão rima com depilação. Não há lugar para pelos na praia. Por quê? Porque não é bonito — é o argumento mais citado. No entanto, de Madonna a Cameron Diaz, algumas estrelas se erguem contra esse ditame.

A guerra ao pelo foi declarada há tanto tempo que acabamos esquecendo os motivos que nos levaram a querer erradicá-lo a qualquer preço. Higiene, teoria da evolução e amor pelo liso, eis algumas das justificativas que levaram homens e mulheres a fazer da lâmina de barbear, da cera e mais tarde do depilador, do laser ou da luz pulsante seus fiéis companheiros.

O homem não quer ser um macaco

Voltemos aos fundamentos: o homem e a mulher são naturalmente peludos, como todos os mamíferos, ou quase. Com os seios, são as duas características que nos diferenciam do resto do mundo animal. O pelo serve de proteção quando as temperaturas estão frias ou quentes demais, e são uma barreira natural para preservar nossa epiderme das agressões de todo tipo, como os arranhões. Essa foi a aula de biologia.

Nós temos o mesmo número de folículos pilosos (a cavidade na qual o pelo nasce) que o macaco, como explica Anne Friederike Müller-Delouis em Histoire du poil ("História do pelo"), publicado em 2011. E aí está toda a origem do problema: temos pavor de ser confundidos com nosso primo mais próximo. No entanto, desde que nossos caminhos se separaram do do macaco, nossos pelos tornaram-se bem mais finos que os deles. Por quê? Sobre esse assunto não há certezas científicas.

O fogo é uma descoberta capital na evolução do homem. Ele nos permitiu cozinhar os alimentos e também nos aquecer. Foi nessa época que os pelos teriam perdido sua utilidade. A proporção entre benefício e desvantagem não se inclinava a favor dos pelos: eles ofereciam um terreno favorável à propagação de doenças pelos parasitas que ali se instalavam, no mesmo momento em que vestimentas e habitações se generalizavam, segundo o último estudo sobre o assunto, publicado em 2003. Essa hipótese chamada de "climática" é a mais difundida, mas os especialistas ainda não chegaram a datá-la com precisão. Verdade científica ou não, a imagem do homem pré-histórico hirsuto e selvagem permanece nos espíritos. O homem civilizado não é peludo.

Peludo sim, mas não muito

No final do século 19, a muito jovem antropologia mede o pelo, seu diâmetro, seu comprimento, para tentar estabelecer uma classificação das diferentes "raças humanas", segundo os termos da época. Conclusão, quanto menos os homens são peludos, mais evoluídos e inteligentes. Pequeno problema para os defensores dessa "teoria": os europeus são mais peludos que os indígenas americanos. Para não perder a face, atribuímos então à pilosidade masculina algumas virtudes. Os pelos do homem reforçam sua virilidade, quer lhes enfeitem o rosto, o torso ou as pernas. Os indígenas americanos são acusados de preguiça e falta de vigor sexual.

Os pelos do corpo da mulher, por outro lado, são unanimemente apontados com o dedo. "A imaginação popular, assimilando o sistema piloso à pele animal, vê aí um índice de animalidade e de agressividade sexual. Os homens o cultivam. [...] As mulheres o dissimulam", resumiu em 1970 a escritora australiana e universitária feminista Germaine Greer.

O amor pelo imberbe, o liso e o limpo

Não foi preciso esperar o século 19 para que as mulheres se depilassem. Da rainha Cleópatra às damas da Idade Média, o pelo já era perseguido por certas mulheres, muitas vezes as mais abastadas. Mas aí está toda a diferença: "A depilação feminina nunca foi uma norma", lembra Stéphane Rose, autor de um ensaio publicado em 2010, "Défense du poil" ("Em defesa do pelo"). Sendo a moda mutável, a Renascença, por exemplo, apreciava o pelo, como o início do século 19. A proibição do pelo se instalou no século seguinte e não parou de se reforçar desde então. Essa história é o triunfo do liso.

De todos os pelos do corpo, o púbico é o mais odiado. Na pintura, para começar, os púbis são escondidos ou representados sem pelos. Por quê? "O nu feminino não era considerado obsceno se os pelos púbicos não fossem representados", explica Marie-France Auzépy em sua introdução à "História do pelo", e essa regra vale até o final do século 19. É o que provam as reações indignadas diante do quadro de Gustave Courbet, A origem do mundo.

Nos anos 1930, a regra ela volta a Hollywood. "Os órgãos genitais da mulher não devem se traduzir, sob um tecido, nem na sombra, nem em vestígio. Toda alusão ao sistema piloso, incluindo as axilas, está proscrita" — foi assim que o código moral estabelecido para as produções dos estúdios de Hollywood proibiu o pelo e o sexo. Na França, censuramos automaticamente os pelos das fotos nas revistas até os anos 1960.

Pornografia, higienismo e industriais impõem novas normas

Não é tanto o sexo que representa o problema quanto os pelos que o escondem. A mulher sem pelos torna-se fisicamente uma criança; portanto, em posição de fraqueza. Ao retirar os pelos, retiramos o que é sexual; mostrando o órgão sexual, removemos o mistério. No Japão e nos países muçulmanos, os pelos femininos (e, às vezes, os masculinos) sofrem tratamento semelhante. Os únicos pelos tolerados são os cabelos, que, desembaraçados e pousados sobre os ombros, são um forte símbolo de sedução. A sexualidade não é a única explicação para essa luta impiedosa; a higiene também está em jogo. Trata-se de ter um corpo tão liso quanto possível, e sem odor. Essa guerra contra os pelos se transforma para muitas mulheres em um "trabalho de Sísifo [...] que com frequência termina com um sentimento de vergonha diante do fracasso inevitável", pois sim, apesar de todo o trabalho dedicado, eles renascem.

Depois dos anos 1960 e 70, que haviam descomplexado a relação com os pelos, a luta recomeça com vigor, culminando nos anos 1990 e 2000, que veem a depilação se tornar um ditame para as mulheres, primeiro, e depois para um número crescente de homens. Hoje o pelo não é mais a norma. O maior responsável, segundo Stéphane Rose, é a pornografia, que promove sexos sem um pelo. Uma pesquisa do instituto Ifop publicada em abril de 2014 confirma essa hipótese: "O sexo glabro visto nos filmes adultos se impõe cada vez mais como a norma do corpo feminino desejável aos olhos dos homens entre as jovens gerações, em que o consumo de pornografia é mais forte", comentou então François Kraus, diretor de estudos do Ifop. O instituto estima que, em 2014, uma em cada duas jovens de menos de 25 anos recorre à depilação integral.

 


10 tipos de beijo para experimentar já!

Postado em 20/10/2014 em 05:26 arquivado em dicas sobre sexo - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link


Sexy, carinhoso, fugaz, quente, lento… Não existem limites para o beijo. A mistura do paladar, tato e olfato faz dele um ato capaz de causar uma reação emocional deliciosa, que transporta os casais para o “sétimo céu”, segundo o Kama Sutra.

Viciante? Muito! Durante o toque de lábios, um turbilhão de hormônios e neurotransmissor é liberado e, aí, ninguém segura. A ocitocina entra em cena para estreitar o vínculo afetivo, dopamina ativa as ondas de desejo e euforia, enquanto a serotonina vem trazendo o bom humor e os pensamentos obsessivos pelo parceiro ou parceira.

Por isso, esqueça o ditado que diz que “um beijo é só um beijo”. E para que você aproveite da melhor forma este Dia do Beijo, vasculhamos os livro do Kama Sutra e o “Dossiê do Beijo” para encontrar dez maneiras diferentes de se deixar levar por este encontro, que, não necessariamente, precisa ser só de lábios. Divirta-se! .


Beijo direto
A intensão desse beijo é que os lábios sejam o grande atrativo. Eles devem ser chupados de maneira apaixonante, mordiscados e acariciados com a língua. De acordo com o Kama Sutra, para algumas pessoas este beijo chega a ser mais excitante que o beijo de lingua.
Beijo com dedos frontais
De origem chinesa, este beijo começa com os toques das pontas dos dedos no centro dos lábios, para estimular as terminações nervosas da região. Em seguida, a língua é introduzida no centro da boca, junto com os dedos.

Beijo orgásmico
O beijo pode ser um ótimo instrumento para alcançar o orgasmo. Lentamente, passe a língua no céu da boca do parceiro ou da parceira, de trás para a frente. Este movimento ajuda a liberar serotonina, que ajuda a chegar lá!
Selo asteca
Os selinhos também podem ser muito gostosos, ainda mais se vierem acompanhados de CHOCOLATE. Coloque um pedacinho de chocolate na ponta da língua, espere derreter e dê um selo molhado, espalhando o chocolate pela superfície dos lábios dele ou dela. Os Astecas acreditavam no poder energético e sexual do chocolate. A gente também!

Selo que arde e gela
Prepare o gelo e a pimenta. Aqui as sensações vão aos extremos. Passe uma gotinha de molho de pimenta nos lábios e beije lentamente. Assim que começar a arder, a pedrinha de gelo entra em cena, ou melhor, entre os lábios e participa da troca de carícias de maneira deliciosa.
Beijo derretedor
Famoso entre os gregos, este beijo na orelha começa com uma mordida lenta dada com os lábios. Enquanto as mãos acariciam a nuca, a língua corre para a área atrás da orelha provocando um arrepio incontrolável.

Beijo no peito
Toque suavemente os seios com os lábios umedecidos e vá intensificando a pressão aos poucos. Para deixar o clima mais envolvente, pegue os mamilos com os dentes e dê leves mordidinhas. Ele pode até prolongar o orgasmo..
Beijo superior
Aqui um dos dois morde o lábio superior do outro e se deixa receber um carinho com os lábios inferiores do parceiro ou parceira.

Beijo que distrai
Surpresas são sempre bem-vindas. E quando chegam em forma de beijo, melhor ainda. Aproveite um momento de distração dele ou dela para surpreender com um beijo cheio de paixão.
Beijo anestésico
Segundo o “Dossiê do Beijo”, este é um dos mais diferentes que se tem notícia. Pressione a língua na gengiva do parceiro ou da parceira três vezes e com força. Peça para ele ou ela respirar profundamente. O céu da boca ficará anestesiado por uns 10 segundos, apenas a língua ficará “viva”. Em seguida, é só beijar profundamente.

E mais: um beijo de dez segundos é capaz de queimar até 15 calorias. Que tal então dar adeus àquela lasanha, barrinha de chocolate e garrafa de cerveja dando umas bitoquinhas?

 


Manual da vagina: 21 segredos que você precisa saber!

Postado em 20/10/2014 em 05:24 arquivado em dicas sobre sexo - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Assim, vai ficar mais fácil cuidar de quem proporciona tanto prazer a você



 1. Ela tem a medida exata

Pense em um tablete do chocolate Prestígio. Pois esse é o tamanho médio da vagina, com cerca de 8 centímetros (da vulva ao colo do útero). E quando você fica excitada, ela aumenta para 10 ou 15 centímetros. E ainda: o diâmetro pode crescer dez vezes mais. Toda essa elasticidade é uma sábia artimanha da natureza para “abraçar” pênis de diferentes tamanhos e facilitar a saída do bebê no parto normal.

2. Preste atenção no comecinho

A maioria das terminações nervosas responsáveis pela sensação de prazer encontra-se no início da vagina - mais precisamente nos 5 centímetros iniciais. Ou seja: tamanho do pênis dele não é mesmo documento.

3. Ela manda sinais de S.O.S.

A vagina envia mensagens claras para você: corrimento com características específicas. Pode ser mau cheiro, uma coloração acinzentada ou amarelada, acompanhado de coceira ou ardor ao urinar. Procurar um ginecologista.

4. Tem corrimento que é normal

Se ele não tem cheiro nem provoca ardência ou coceira, provavelmente trata-se de uma secreção produzida por bactérias do bem.  Elas funcionam como um exército, impedindo que microrganismos ruins, os que causam infecções, apareçam.

5. Banho, mas sem exageros

"A vagina é um órgão autolimpante. Quando a flora (formada por bactérias boas) está em equilíbrio, o ácido lático a mantém livre da proliferação de microrganismos indesejáveis", explica José Bento de Souza, ginecologista de São Paulo.

6. Fazer sexo é a sua diversão preferida

A  estimulação sexual ajuda a deixar os músculos vaginais saudáveis e em forma. Sim, como quaisquer outros do corpo, eles precisam de exercício. “Mulheres que passam cerca de quatro meses sem transar sentem a diferença quando retomam a atividade, pois a vagina perde um pouco da elasticidade”, diz o ginecologista Eliano Pellini, de Santo André, SP.

7. Adora um espelho!

Examinar a região genital, pelo menos de três em três meses, é uma ótima maneira de conhecer melhor o corpo e de perceber alterações que indicam se há algo errado. Repare se há nódulo, inchaço, verruga ou qualquer outro tipo de lesão, o que exige uma visita ao médico.

8. Ela pode ficar muito molhada ou pouco

Quando você está excitada, as paredes da vagina esquentam e começam a transpirar um lubrificante natural. Porém, assim como algumas mulheres suam mais do que outras durante a malhação, têm as que ficam mais molhadas lá embaixo — e as duas situações são normais.

9. Sabonete íntimo, usar ou não?

As farmácias estão cheias de produtos para a região genital, mas a opinião dos médicos não é unânime em relação ao uso deles. Enquanto alguns recomendam apenas sabonete neutro para evitar a desestabilização do pH vaginal, outros acreditam que o específico, por conter ácido lático, impede a proliferação de germes. Se está tudo bem lá embaixo, continue usando o seu de costume.

10. Cuide dela também fora de casa

Dois tipos de produtos ajudam você em situações de emergência: os lencinhos umedecidos Intimus, da Kimberly-Clark, e a Hygine, da Igefarma, uma espuma de limpeza íntima que funciona como uma espécie de sabonete, mas não precisa de água. Porém, para ficar longe de irritações, a regra é pegar leve: nada de usar esses produtos toda hora.

11. Sua alimentação faz diferença

Derivados de leite, iogurtes e bebidas lácteas enriquecidos com lactobacilos colaboram para manter a flora vaginal protegida. Já o álcool diminui a imunidade do organismo, o que pode deixar a vagina propensa a infecções.

12. Lábios perfeitos?

Assim como um peito costuma ser diferente do outro, os lábios vaginais também não são iguais. Essas assimetrias, supernormais, não interferem no seu prazer ou na sua saúde.

13. Cuidados que sua vagina adoraria que você tomasse:

Dormir sem calcinha; não usar meia-calça diariamente; não ficar com o biquíni molhado o dia inteiro; utilizar absorvente somente durante a menstruação e trocá-lo, no máximo, a cada duas horas e usar camisinha, sempre!

14. Você pode ajudá-la a combater certos inimigos

Mais chato que candidíase, só candidíase de repetição. Esse corrimento, causado por um fungo, tem aspecto leitoso e provoca coceira. Muitas mulheres enfrentam o problema várias vezes por ano. Para prevenir recidivas, alguns médicos têm lançado mão da fitoterapia, mandando manipular óvulos vaginais à base de melaleuca, uma planta com poder anti-séptico.

15. Ela é dura na queda

Embora o papiloma vírus humano (HPV) possa se alojar na vagina, é raro que a lesão evolua para um câncer por ali. "O canal vaginal tem um tecido mais resistente que o do colo do útero", diz Eduardo Tomioka, ginecologista de São Paulo. Quando há infecção por HPV na região, o tratamento é feito com cauterizações e aplicação de medicamentos. Não custa lembrar: 90% das contaminações acontecem por contato sexual com uma pessoa infectada. Os outros 10% são transmitidos via toalhas de banho, sabonetes.

16. Ela pode fazer barulho durante a transa

E você não tem como evitar isso, pois o problema acontece por causa do estilo do seu latin lover. Dependendo da forma como ele a penetra, permite a entrada de um pouco de ar na vagina. Esse mesmo ar sai quando o pênis é retirado fazendo aquele som de pum.

17. O clitóris é o anjo da guarda dela

Essa pérola do prazer ainda cuida para que a penetração não seja dolorosa nem cause fissuras no canal vaginal. Catherine Blackledge, autora do livro A História da V - Abrindo a Caixa de Pandora (Degustar), diz que, quando o clitóris é estimulado, ocorre um aumento de fluxo sanguíneo na região, sobretudo na vagina. Assim, ela aumenta de tamanho e fica lubrificada, no ponto para ser penetrada de um jeito gostoso e seguro.

18. Você pode produzir até 2 colheres (chá) de corrimento por dia

Isso durante a ovulação. É que nesse período, que corresponde à metade do ciclo menstrual, a vagina fabrica um corrimento semelhante à clara de ovo. Ele serve tanto para “limpar” a casa, levando para fora células mortas ou outras impurezas da região, como para carregar os espermatozóides para dentro do útero.

19. Dá para fazer plástica

Se você se sente muito incomodada com a aparência dela, saiba que existem cirurgias capazes de criar nova aparência a vagina. A Labioplastia, por exemplo, corrige pequenos lábios volumosos demais. Normalmente, o médico simplesmente retira o excesso de pele. Já a Lipoaspiração do monte de Vênus acaba com o aspecto gordinho que algumas mulheres têm na região dos pêlos pubianos. Mas trata-se de uma intervenção puramente estética. Há, ainda, uma operação para diminuir e estreitar o canal vaginal. Os médicos, entretanto, a indicam apenas a mulheres que perderam o tônus muscular por causa da idade ou de gestações.

20. Simular virgindade é uma roubada

Cremes que prometem deixar o canal da vagina mais "apertadinho", a fim de aumentar o prazer dele, ressecam a mucosa. Culpa dos componentes adstringentes. A transa fica muito mais difícil, é a mesma coisa que fazer amor quando você não está excitada e não há lubrificação. O sexo a seco pode machucar a região e abrir portas para uma série de agentes infecciosos.

21. Seu namorado ama ficar dentro dela

Sim, os homens chegam a virar poetas quando descrevem o que é penetrar uma mulher. Falam que vão ao paraíso com a sensação morna, úmida, escorregadia e tão acolhedora que só a vagina pode proporcionar.

 


Como enlouquecer um homem antes do sexo

Postado em 20/10/2014 em 05:23 arquivado em dicas sobre sexo - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Leve seu parceiro à loucura antes mesmo da transa começar

Quer provocar o seu parceiro antes do sexo? Confira algumas dicas práticas para deixar o amado doido sem dizer uma palavrinha sequer. Funcionam mesmo!

Provoque com o olhar
Faça com que se sinta o homem mais desejado do planeta. Ele pode até não adivinhar seus desejos, mas vai fazer de tudo para descobri-los.

Lamba os lábios
Faça isso bem devagar, de forma provocante.

Use um perfume fresco
Porque o que eles gostam mesmo é do seu cheiro, único e particular. Instigue-o a cheirar seu pescoço.

Faça carinho no pescoço dele
A maioria dos homens fica arrepiado só de sentir esse toque.

Invista no cafuné
Mexa no cabelo dele, puxe-o, descabele-o.

Mordisque
Pode ser a orelha, o mamilo... Tudo bem de leve.

Chupe o dedo dele
Sabe onde isso vai parar, né?


Aprenda a atingir o orgasmo sozinha!

Postado em 20/10/2014 em 05:21 arquivado em dicas sobre sexo - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

A masturbação é libertadora! Se você ainda não conseguiu chegar ao orgasmo, é o caminho certeiro

Para quem está solteira, é uma forma de se satisfazer. Para as comprometidas, é uma maneira de conhecer o corpo e melhorar o sexo com o namorado. Portanto, não tenha vergonha e siga as nossas dicas para atingir o clímax por conta própria!
 
O lugar ideal
Escolha um local em que fique sozinha, sem medo de ser interrompida. Relaxe completamente por pelo menos meia hora. Trancar a porta é uma boa. Se você nunca atingiu o orgasmo por meio da masturbação, sugerimos que a autoestimulação seja feita no quarto. Lá sempre tem uma cama confortável, onde você pode se movimentar à vontade.
 
Prepare o espírito
Faça desse momento uma inspiração para que o orgasmo role mais facilmente. Deixe o clima sensual: se tomar uma taça de vinho te deixa mais sensual e desinibida, tome. Coloque uma música, acenda velas, passe seu perfume predileto... entre no espírito! Tudo isso contribui para a fantasia do orgasmo.
 
A melhor posição
A sugestão é se deitar de barriga para cima com a cabeça em um travesseiro macio. Suas pernas devem ficar esticadas ou com os joelhos ligeiramente dobrados e os pés apoiados na cama. Assim, você pode se balançar, girar o quadril, arquear as costas. Se você não se sentir à vontade nessa posição mais "escancarada", pode ficar de ladinho, sentada na beira da cama ou misture tudo conforme a excitação for aumentando.
 
A técnica do toque
A sua mão é a melhor e mais completa ferramenta para atingir o orgasmo sozinha. Com ela, você tem a percepção de todos os lugares que estiver se tocando. O toque pode ser feito da seguinte maneira:
 
1. Aplique uma boa quantidade de lubrificante em toda a vulva para evitar uma irritação por atrito.
 
2. Usando as pontas do indicador e do polegar, sinta seu clitóris, acariciando ou pressionando suavemente, movendo a pele abaixo em pequenos círculos. Nunca o esfregue porque ele é ultrasensível e pode acabar com o clima.
 
3. Sinta seu clitóris passando-o pelo capuz, ou seja, um pouco acima dele. Então, suba outra vez, concentrando-se na glande do clitóris, localizada entre ele e o início da vulva. Agora, explore o osso pubiano ainda pressionando-o de forma suave e rítmica.
 
4. Agora explore os lábios externos, incluindo a área entre a vulva e a parte de cima das pernas. Acaricie o períneo e as nádegas.
 
5. Leve as pontas dos dedos novamente para a vulva e volte ao clitóris, subindo pelos pequenos lábios. Experimente tocar o clitóris de forma direta. Se precisar, coloque mais lubrificante. Se você achar o toque direto muito intenso, volte para o conforto e continue acariciando o capuz, área menos sensível.
 
6. Experimente usar os movimentos circulares e pulsantes das pontas dos dedos em diversas velocidades. Aumente e diminua o ritmo da pressão constantemente, mas sem pressa. A intenção não é só chegar ao orgasmo, mas desfrutar todo o prazer da experiência.
 
7. Pressione seu pulso contra o monte de Vênus também, no mesmo movimento da mão. Nesse momento, o orgasmo ganhará força. Mova o quadril contra a sua mão, pressione, relaxe.
 
8. É provável que você tenha se contraído como se estivesse segurando o xixi. É como se a vagina fosse direcionada ao clitóris, o que aumenta a estimulação.
 
9. Lembre-se de respirar profunda e normalmente para ajudar no transporte correto do fluxo sanguíneo.
 
10. Quando a excitação crescer a ponto de chegar ao auge, continue mantendo um ritmo firme e rápido, arqueando as costas a cada pressão do pulso, entrando no clímax. Quando o orgasmo vier, permita-o. Seu corpo reagirá de uma maneira única!
 
Pratique, pratique e pratique
Você não é obrigada a atingir o orgasmo para se sentir verdadeiramente feminina, mas chegar lá é bom demais. Por isso, para ficar bom nesse negócio, praticar é o caminho! Mesmo que não atinja o orgasmo todas as vezes em que tentar, curta o momento e vá conhecendo o seu corpo cada vez mais. Não perca oportunidades. Se estiver com vontade, faça!


Como fazer sexo menstruada sem constrangimento

Postado em 20/10/2014 em 05:20 arquivado em dicas sobre sexo - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Pesquisas revelam que nós, mulheres, temos mais restrições quanto a sexo durante a menstruação do que os homens. Quer deixar o preconceito de lado? Levantamos algumas dicas que podem te ajudar!

 Sexo durante a menstruação é um tabu apenas para nós: mais de 78% dos homens não ligam de ir para a cama com uma mulher naqueles dias. Enquanto o fluxo estiver menor, não deixe de transar. Você vai se surpreender: durante o período menstrual, os hormônios e a libido estão à flor da pele.

Contra a maré

· Antes do sexo, estenda uma toalha escura sobre a cama - não custa preservar o jogo de lençol, não é?

· Peça ao parceiro para massagear sua virilha (com a mão, a língua, o pênis...). Nesse período de sensibilidade elevada, a excitação será maior.

· Separe uma toalhinha úmida e deixe-a de lado caso precisar se limpar rapidamente.

· Aposte em posições que impeçam o corrimento do fluxo, como a papai e mamãe. Para deixá-la mais excitante, coloque suas pernas sobre os ombros do gato.

· Ficar de lado também é gostoso - a posição é profunda e controla a saída do sangue.

· Tome uma ducha com o parceiro! Peça para ele se sentar no chão e fique por cima, com as pernas abraçadas em sua cintura. Ou, se preferir de pé, incline-se para a frente e deixe-o penetrá-la por trás. Qualquer corrimento vazará diretamente pelo ralo.

 


6 maneiras inesquecíveis de masturbar seu parceiro

Postado em 20/10/2014 em 05:17 arquivado em dicas sobre sexo - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Confira dicas quentes para tirar o fôlego do seu querido na cama

Você já sabe que uma boa preliminar coloca fogo na transa. Segundo a urologista e terapeuta sexual Sylvia Marzano, a mulher que entende que a masturbação deveria fazer parte dos jogos sexuais tem grande prazer em ver seu parceiro excitado, ainda mais por saber que ela está fazendo com que ele se sinta assim. Confira dicas quentes para enlouquecer seu parceiro na cama.

1. Crie um clima
Prepare um banho pra lá de quente. "Com a espuma dos sais de banho, deslize as mãos por todo o corpo dele", sugere a sensual coach Fatimah Moura. Comece pelos pés, siga pelas partes externa e interna das pernas, até a virilha. Não toque o pênis logo de cara para deixá-lo na expectativa. "É pelo toque que você descobre os pontos fortes do seu parceiro", diz Fatimah.

2. Faça o que ele gosta
 "Uma forma que dá muito prazer ao homem é você masturbá-lo com a mão direita, fazendo movimentos de vai e vem do prepúcio (a pele que cobre a glande), junto com sexo oral", afirma Sylvia. Para isso, fique ao lado dele ou deitada sobre suas pernas. Quer saber se está agradando? Preste bastante atenção nas atitudes dele.

3. Não use só as mãos
Coloque o pênis entre os seus seios, apertando-os em movimentos para baixo e para cima (passe a língua e turbine as sensações). "A mama é uma das partes preferidas dos homens, então tem alto poder erótico", diz a psicóloga Jussânia Oliveira, da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana. Use a mesma estratégia com a planta dos pés. Deite seu parceiro na cama e sente entre as pernas dele. "Com as mãos livres, você pode se tocar e estimulá-lo visualmente."

4. Faça massagem
Use um gel que esquenta na lateral do pescoço dele e na nuca. Depois passe para o pênis (use pouco produto para não aquecer demais). Com a mão bem leve, faça movimentos de sobe e desce e, com o polegar, acaricie o corpo e a cabeça do pênis. "Use os seios para massagear o tórax dele."

5. Varie os movimentos
Observe sempre as reações do seu parceiro para saber qual tipo de toque dá mais prazer. O tradicional "de cima para baixo" não é sua única opção. "Uma variação é segurar a base do pênis com uma mão e, com a outra, fazer um movimento giratório até chegar à glande. Depois, desça girando", sugere Jussânia.

6. Dê prazer máximo
A região mais sensível do pênis é a glande, então aproveite. "Forme uma conchinha com a mão e estimule a glande com os cinco dedos, indo de baixo para cima", indica Jussânia. "Use o polegar especialmente na região onde fica o freio peniano (pele na frente da glande)."

 


A importância do carinho para os pequenos

Postado em 20/10/2014 em 05:16 - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Afeto e preocupação dos pais ajudam diretamente no desenvolvimento da criança

 O que é carinho para você? Segundo o dicionário, vale de tudo: pode ser um gesto, um olhar, palavras e exemplos. Segundo René Spitz, em seu livro O Primeiro Ano de Vida, ao nascer, o ser humano é totalmente incapaz de sobreviver por si só, dependendo inteiramente de outra pessoa. O psicanalista, um dos primeiros a utilizar a observação das crianças para descrever as etapas da evolução de seu comportamento, constatou que as trocas e interações com a mãe levam à conquista de novas habilidades. Além disso, ajudam a criança a desenvolver seus próprios mecanismos de defesa, iniciando-a enquanto ser social.

Segundo estudo da Academia Nacional de Ciências, o carinho aplicado em uma criança muda, de forma sutil, a maneira como seu cérebro se desenvolve. Se há a carência, mais tarde, já na fase da adolescência ou na idade adulta, isso pode resultar em ansiedade e dificuldades de se relacionar. Isso acontece porque o amor dos pais e responsáveis é vital para o desenvolvimento das regiões do cérebro associadas com o estresse e a formação de laços sociais, descobriram os pesquisadores. Além disso, brincadeiras, passeios, jogos, canto e dança estimulam a criança a explorar o mundo a sua volta, o que impacta diretamente no seu desenvolvimento.

Bons exemplos

Você já percebeu como o seu filho copia, muitas vezes, exatamente o que você faz? Seja na forma de falar ou andar, as crianças são miniaturas dos pais, reproduzindo os valores passados em casa em seu dia a dia. Por isso, o carinho é tão importante na primeira infância. É lá que os pequenos começam a receber os exemplos e a copiá-los em seu dia a dia.

 


Yoga com roupa é coisa do passado, a moda agora é fazer yoga pelado

Postado em 20/10/2014 em 05:15 arquivado em dicas sobre sexo - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Depois do Bikram Yoga, também conhecido como hot yoga por ser praticado a 42ºC, uma diferente modalidade da prática começa a ganhar fama: o naked yoga (yoga pelado). Já popular na Índia, ela vem ganhando adeptos em Nova York, onde homens e mulheres têm se juntado no estúdio Bold & Naked, o primeiro a oferecer a aulas ao natural no Ocidente.

Segundo os proprietários da academia, Joschi Schwarz e Monika Werner, a prática ajuda a “encontrar a força para expor a sua vulnerabilidade e a se conectar consigo e com os outros no nível mais profundo [...] Trata-se de encontrar a sua autenticidade e se aceitar do jeito que realmente é”. Sem amarras exteriores!

Só não vale chegar à aula esperando sentir orgasmos. Apesar de o yoga ser uma prática que ajuda a melhorar a energia sexual dos praticantes, é totalmente proibido se tocar durante esta prática específica. A ideia aqui é se conhecer melhor, deixando “cair suas máscaras e rótulos, nos quais você está escondido todos os dias”. Por isso, as aulas costumam ser mistas, sem restrições.

No Brasil, ainda não existem estúdios que ofereçam a modalidade.

Você faria?


Homem é detido em flagrante filmando partes íntimas de mulheres em shopping

Postado em 20/10/2014 em 05:14 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Não é só no transporte público onde homens usam celulares para filmar partes íntimas de mulheres sem que elas percebam. Na quarta-feira, a polícia de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, deteve em flagrante um homem de 31 anos que usava o celular para fotografar partes íntimas de mulheres em um shopping da cidade.

O vídeo do homem filmando mulheres em São José dos Campos pode ser visto aqui.

O abuso lembra o caso dos "encoxadores do metrô", que levou a uma campanha do metrô de São Paulo contra o assédio sexual. Nas páginas de encontros desses "encoxadores" é comum encontrar vídeos de partes íntimas de mulheres, prática chamada de "up skirt".

O delegado responsável pelo caso, Régis Germano, afirmou que o homem estava sendo monitorado pela polícia há uma semana, quando o Shopping Colinas comunicou o caso. Ele estaria agindo há pelo menos um mês. Usando um celular, o rapaz colocava o aparelho apontado para baixo da saia de mulheres que estavam posicionadas em filas e que não percebiam a ação.

Ao ser abordado em flagrante pela polícia, o homem negou o assédio. Pelo menos três mulheres foram abordadas nos últimos dias.

Depois de ouvido, o rapaz vai responder em liberdade por "importunação ofensiva ao pudor". Seu celular foi apreendido. A pena varia de pagamento de multa a prestação de serviços comunitários. Ainda de acordo com o delegado, a pena pode ser ampliada se outras vítimas o denunciarem.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de São José dos Campos. O Shopping Colinas não comentou o caso.


Dale Decker tem 100 orgasmos por dia e uma vida infernal

Postado em 20/10/2014 em 05:13 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Quando você terminar de ler este texto, Dale Decker, de 37 anos, terá tido um orgasmo. Ou dois. Ou três.

Marido e pai de duas crianças, Decker sofre da síndrome de excitação sexual persistente, distúrbio raro que faz com que ele tenha aproximadamente cem orgasmos por dia, de acordo com o New York Post, em reprodução a Barcroft Media.

Em 2012, enquanto levantava-se de uma cadeira, Decker deslocou um disco na espinha. Foi levado ao hospital em uma ambulância — no caminho, ejaculou cinco vezes. Desde então, não mais parou.

Quando você terminar de ler este texto, Dale Decker, de 37 anos, terá tido um orgasmo. Ou dois. Ou três.

Marido e pai de duas crianças, Decker sofre da síndrome de excitação sexual persistente, distúrbio raro que faz com que ele tenha aproximadamente cem orgasmos por dia, de acordo com o New York Post, em reprodução a Barcroft Media.

Em 2012, enquanto levantava-se de uma cadeira, Decker deslocou um disco na espinha. Foi levado ao hospital em uma ambulância — no caminho, ejaculou cinco vezes. Desde então, não mais parou.

Por causa da condição, Decker deixou de trabalhar e quase não sai de casa — afinal, para onde iria um homem com ejaculação excessiva sem passar por situações vexatórias?

"Imagine estar de joelhos no funeral do seu pai, ao lado do caixão, despedindo-se dele, e ter nove orgasmos ai mesmo", comenta Decker. "Isso enquanto sua família toda está logo atrás de você."

Ter tantos orgasmos assim não está relacionado a ter prazer. "Embora possa ser fisicamente bom, você se sente enojado com o que está acontecendo", diz. "Isso está destruindo a minha vida!"

Mas não é apenas a vida de Decker que é arruinada pela ejaculação excessiva. Sua esposa, April, de 33 anos, e seus dois filhos (Christian, 12; Tayten, 11) também têm problemas com a condição médico do marido e pai. Como Decker não pode trabalhar, April diz "todo o peso" de prover o necessário à família.

Além disso, a vida sexual do casal... Bem, não existe vida sexual — o distúrbio não permite que Decker satisfaça sua esposa. "É bem perturbador. Nós não fazemos coisas que homem e mulher deveriam fazer e discutimos sobre coisas que não deveria nos afetar", diz April. "Faremos sexo eventualmente, mas é frustrante para ambos o fato desta condição ter me deixado incapaz de 'chegar ao fim'", diz Decker.

Como alguns dos episódios ocorrem durante a noite, o casal agora dorme em camas separadas.

 


Uma mulher é uma casa para um pênis?

Postado em 20/10/2014 em 05:12 arquivado em dicas sobre sexo - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Em certos dias, fico feliz por ser lésbica. Em outros, muito feliz. Depois há dias como hoje, quando fico em êxtase. Por quê?, você pergunta.

São os passos que estão sendo dados na luta por igualdade? Não.

As lésbicas de 90 anos se casando? Não.

É o fato de que hoje há "emojis" de lésbicas (suspiro feliz)? Não. Nem mesmo isso.

É pelo fato de que minha vagina nunca será confundida com uma casa para pênis.

Você pode ler isso de novo, se quiser. Mas ainda dirá a mesma coisa -- casa para pênis.

O ultra-nojento e pastor (é claro!) Mark Driscoll fez uma arenga online em um bate-papo de igreja em 2001 (como William Wallace II), e aquela merda voltou à superfície e, cara, que loucura! Não aquela velha e conhecida loucura. Uma completa loucura tipo merda de morcego...

A primeira coisa a saber sobre o seu pênis é que, apesar do que possa parecer, ele não é o seu pênis. Afinal, Deus criou você e o pênis é dele. Você está simplesmente o pegando emprestado por algum tempo.

Enquanto o pênis Dele está emprestado, você deve admitir que ele está apenas ali pendurado, muito solitário, como se precisasse de uma casa, como se fosse um homem vagando pelas ruas procurando uma casa para morar. Sabendo que o pênis Dele precisaria de uma casa, Deus criou a mulher para ser sua esposa, e quando você se casar com ela e olhar para baixo verá que sua mulher tem uma forma diferente da sua e dá uma casa muito boa.

Sim. Os homens estão emprestando seus pênis e as mulheres são casas para pênis. Quer dizer, onde esse cara consegue essa coisa e alguém chamado Conan? Duvido que seu redator pudesse fazer melhor.

Mas, espere. Tem mais.

    Portanto, se você é solteiro, deve se lembrar de que seu pênis não tem casa e precisa de uma. E embora você possa acreditar que sua mão tem a forma de uma casa, não tem. E embora outras mulheres que não sua esposa possam parecer uma casa, descansar lá seria invadir a casa de outro homem. E se você olhar para um homem, é bastante óbvio que o que um homem sem casa não precisa é de outro homem sem casa.

Espere, o quê? Cara, é difícil digitar quando você está rindo. Bem, não sei sobre as casas onde você mora, Marky, garoto. Mas não acho que alguém a esteja confundindo com a forma de uma mão. Em lugar nenhum. Nunca. Eu acho que você está levando essa metáfora longe demais. Muito longe demais. Tipo até a Rússia, e não a parte que Sarah pode ver de sua casa.

    Paulo nos diz que seu pênis realmente pertence a sua esposa, que quando você é casado ela o trocará pela casa dela (I Coríntios 7:4), e todo homem sabe que essa é uma troca muito boa de fazer.

    Com seu pênis, o homem deve aprender a agradar a sua esposa e aprender a ser paciente, controlado e educado sobre como manter sua casa feliz e satisfeita (I Coríntios 7:3). O homem deve ser despertado por sua nova casa e a esposa deve se rejubilar ao ver o pênis dele erguer-se para cumprimentá-la (Cântico dos Cânticos 5:14b).

Espere. Então seu pênis pertence a Deus ou a sua esposa? E você o troca? Então ela fica com o pênis e você com a vagina? Como isso... O que isso... Por que isso... Não importa.

Só sei que não consigo ter a imagem de uma dona de casa dos anos 50 em um vestido-avental com estampa cor de cereja batendo suas doces mãozinhas e saltando feliz ao ver o pau de seu marido endurecer. Cara, as coisas que nós lésbicas podemos evitar, quero dizer, descartar.

Esse idiota continua por páginas e páginas. Ele também escreve a lista mais adorável de "novas palavras" que, segundo ele, cunhou para poder falar em segredo, um código masculino nojento.

    Xotado: um homem que perdeu suas bolas e completou o processo de permanecer biologicamente macho, mas tornar-se fêmea de todas as outras maneiras.

    Lésbico: um homem que pensa e age como uma mulher porque acha que isso o torna uma pessoa melhor.

    Femacho: uma mulher que pensa e age como homem porque acredita que isso a torna igual aos homens.

    Punheteiro serial: um homem que usa as mulheres para o sexo e usa seus corpos em vez de sua mão para se masturbar.

    Machão: um homem regenerado que ama a Deus e a seus vizinhos e o demonstra com uma vida prática conduzida pela graça e teologia rigorosa.

    Montar tenda: homens que permitem que suas esposas os perturbem tão incessantemente que eles querem dormir no telhado de sua própria casa.

    Desbolado: um homem que frequenta uma igreja de uma pastora.

    Marty Stuart: um homem que fica em casa com os filhos enquanto sua esposa vai trabalhar para sustentar a família.

E a coisa continua, sem parar. Sério. Eu não poderia inventar essa merda. Gostaria que pudesse.

Rapaz, oh, rapaz. Há tanta coisa boa aqui, eu apenas quero citar até a última palavra. Três vivas para a Internet e sua incessante capacidade de produzir coisas boas. Esta merda fala por si mesma. Mas eu direi isto.

Rejubilem-se, lésbicas! Apesar de caminharmos pelo vale da sombra dos pênis, não tememos sua falta de casa: pois esse não é nosso problema; sua vara não precisa nos confortar.

Porque não somos o complexo habitacional para o pênis e, pelo contrário, somos felizes e fazemos um grande barulho porque não trocamos nossas vaginas por casa ou qualquer coisa que Mark estava dizendo, e em vez disso somos felizes em nossa própria versão de um mundo xotificado.

 


Depilação na adolescência: os primeiros passos

Postado em 19/10/2014 em 04:06 arquivado em dicas sobre sexo - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

É na adolescência que os pelos ficam mais grossos e evidentes. É hora de descobrir os métodos de depilação e como cada um deles pode atender as necessidades dessa fase.
Não há idade certa para iniciar a remoção dos pêlos. É o que garante Katia Uriel, dermatologista do Rio de Janeiro. “O momento aconselhado é quando eles passam a incomodar de fato e isso, naturalmente, varia de pessoa para pessoa”.

Pinça
Os primeiros pelos costumam ser ralos e esparsos. Isso faz da pinça uma aliada, sobretudo do buço e da sobrancelha. “A vantagem é que com ela é possível controlar o ritmo de retirada e, assim, ir aprendendo a lidar com a dor, que em maior ou menor intensidade, é inerente aos processos depilatórios”, saliente Katia.

Lâmina
Indolor, rápida e de baixo custo costuma ser a primeira alternativa procurada pelas garotas. Katia alerta para que o processo seja realizado impreterivelmente embaixo do chuveiro: “é importante fazer uma boa espuma com o sabonete na pele, pois ele facilita o amolecimento e consequente remoção dos mesmos. A hidratação também não pode faltar: a depilação com a lâmina também agride a pele, uma vez que remove a camada de proteção natural. Assim, é fundamental, nutri-la após o processo”.

Outro ponto levantado pela dermatologista é a escolha da lâmina: “embora a tecnologia que respalda as lâminas de depilação para homens e mulheres é a mesma, elas são desenhadas de modos distintos. As lâminas de depilação femininas se ajustam para abraçar as curvas naturais das mulheres. Além disso, também têm um cabo pensado especialmente para proporcionar uma melhor aderência e evitar que escorregue da mão provocando ferimentos”.

Cremes depilatórios
Rápido e indolor como a lâmina, os cremes depilatórios são fabricados à base de substâncias químicas que dissolvem a haste do pelo. Como não os removem pela raiz, assim como a lâmina, em poucos dias eles voltam a aparecer. A vantagem dessa opção, segundo a dermatologista, é que muitos contêm componentes hidratantes. “No entanto, por conta dos ativos que trazem em sua fórmula podem desencadear alergias. Por isso é fundamental seguir à risca as indicações do fabricante e testar em uma pequena área do antebraço como a sua pele se comporta com a aplicação”.

Aparelhos elétricos
Prático e seguro, arrancam os pelos pela raiz; o que significa pele lisinha por mais tempo. As versões mais modernas são desenvolvidas para regiões específicas do corpo e podem ser utilizadas até mesmo durante o banho – quando a água morna e vapor ajudam a abrir os poros e facilitam a remoção. “Aponto como vantagens a menor incidência de pelos encravados, coceiras e alergias. O design e a tecnologia dos aparelhos evoluiram muito, o que na prática representa menor dor”, explica Katia, que alerta: “Assim como a lâmina, os aparelhos elétricos jamais podem ser compartilhados: isso aumenta o risco de proliferação de bactérias e de doenças”.

Cera
Quente ou fria é o método mais popular entre as brasileiras. Mas costuma assustar as meninas por conta da dor desencadeada pelo processo. Katia Uriel aponta algumas vantagens e desvantagens dos dois métodos: “A cera fria é recomendada para quem tem tendência a varizes. O índice de irritações também é menor. Contudo, por não dilatar os poros é um processo bem mais doloroso do que o realizado com a cera quente”.

O que não é negociável, segundo a médica, é que deve ser realizado por um profissional capacitado em ambiente limpo, arejado e higiênico. “Produtos depilatórios são encontrados facilmente nas farmácias e lojas de cosméticos. Mas a depilação é um processo agressivo e novo na rotina das meninas. Por isso, para evitar lesões e irritações esse ritual de beleza deve ser iniciado com quem entende do assunto”.

Laser
É tentador pensar, em um primeiro momento, em apostar em um método para eliminar os pelos definitivamente. Segundo Katia, a idade não limita o tratamento, mas pondera que a idade deve ser considerada. “Aconselho às adolescentes que segurem a ansiedade uma vez que ainda estão em desenvolvimento e muitos novos pelos ainda podem surgir. Para evitar que o tratamento precise ser repetido no futuro, espere a consolidação da fase adulta para investir na remoção definitiva”.

Excesso de pelos
Modificações hormonais, somadas às características genéticas herdadas da família são os fatores que desencadeiam o crescimento dos pelos. Na puberdade, quando eles ganham forma e coloração mais intensas é comum as adolescentes pensarem que algo pode estar errado, que elas têm pelos em excesso. Em geral, segundo a dermatologista, é apenas um estranhamento inicial com a novidade. “A aceitação vem com o tempo, mas caso a ansiedade seja grande, solicite ao médico que inclua nos exames de rotina uma investigação hormonal mais aprofundada para checar se está tudo dentro da normalidade”.

Clareamento
Segundo os especialistas ouvidos pela reportagem uma das reclamações mais recorrentes nessa fase é relativa aos pelos nos braços. “As adolescentes reclamam que isso confere um aspecto masculino à aparência”, explica Katia que garante na verdade, na maior parte dos casos, trata-se apenas da mudança natural do aspecto dos pelos por conta das transformações hormonais do período.

Nesse caso, ela recomenda o clareamento – que pode ser feito em casa, a cada 20 dias. “Eles disfarçam a quantidade e amenizam a ansiedade das garotas em relação ao assunto – até que elas se acostumem com a aparência dos próprios pelos”. A dermatologista também indica a alternativa para os pelos das coxas.

 


Homem pega 18 anos de prisão após estuprar menina de 5 anos de idade

Postado em 19/10/2014 em 03:17 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link



vil Patrick Talbot, de 34 anos, estuprou uma menina de 5 anos de idade e acabou sendo condenado pelo crime.

Ele foi responsável por uma série de abusos e só foi capturado quando a vítima o reconheceu no ano passado e o denunciou.

O pedófilo foi preso por 18 anos, por estuprar e abusar da vítima, que na época tinha apenas 5 anos de idade.

Evil submeteu a menina a uma série de abusos, arruinando a vida da garota, de acordo com um juiz.


Evil Patrick Talbot foi preso por 18 anos após vítima de estupro o reconhecer em ponto de ônibus após 14 anos e denunciá-lo. Ela tinha 5 anos de idade quando sofreu abuso.

Ele pensou que tinha escapado por anos das possíveis acusações de abuso, até que a garota esbarrou com o acusado em um ponto de ônibus e o passado veio à tona.

Depois de vê-lo, a vítima, agora com 19 anos, resolveu denunciá-lo.

Evil enfrentará 18 anos de prisão depois que os jurados o condenaram por estupro, tentativa de estupro e três assaltos.

O tribunal ouviu que a vítima ainda estava sofrendo pesadelos anos depois dos abusos.

O homem acusado negou a culpa no caso, mas acabou condenado por fazer ofensas as autoridades na sequência de um julgamento em julho.


10 atitudes dos homens que irritam demais as mulheres. E algumas saídas…

Postado em 19/10/2014 em 03:08 arquivado em dicas sobre sexo - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

 

Ainda não nasceu um homem que as entenda completamente, além disso, todos somos dotados da capacidade de irritá-las, involuntariamente é claro né?

Mas algumas coisas podem ser observadas, e com o tempo, sorte, sacrifício e talvez uma ajudinha divina, as coisas possam ficar mais fáceis e o relacionamento com elas mais tranquilo.

Antes de publicar este post, eu fiz uma enquete no meu Facebook e confirmou a maioria de coisas que havia pensado.

 

Vejam 10 atitudes masculinas que costumam deixar as mulheres loucas, no pior sentido possível, para nós. Se você é do tipo desatento, que leva tempo pra entender o motivo da briga, é bom prestar atenção:

 

1 – TPM

É raro um homem que sabe exatamente quando a mulher está de TPM , mas eu recomendo que todo homem comece a observar esse detalhe valioso. Porque ficar perguntando se ela está de TPM toda vez que ela fica brava é arriscado demais.  E a pergunta por si só, já a deixa mais irritada.

Neste período o conselho é falar menor, ser mais flexível, não discutir, ou seja, hora de ceder, entender e deixar pra lá.

 

 

2 – Amigos

Uma mulher para se sentir segura, precisa confiar um pouco nos seus amigos. Ter um amigo que sua mulher não vai com a cara é uma tarefa complicada. E tem coisas que é da mulher mesmo, coisa de intuição ou enjoamento. Não crie conflito neste caso.

Se a amizade for realmente importante pra você, mas se a parceira não curte o amigão, o importante é dialogar e cada um colocar seu ponto.

Para não piorar a situação ou para minimizar, nada de marcar um almoço com o amigo no final de semana. “Ser trocada” pelo amigo no final de semana vai ser motivo de briga. Marque o almoço durante a semana ou em horário que ela esteja ocupada. Vai soar menos agressivo na mente dela.

E se alguma vez na vida, o amigo pisar na bola nada de cruficicá-lo para a parceira. Aí que ela vai se sentir. Não que você deva esconder, mas pega leve.

 

 

 

 

3 – As amigas

A proximidade com as nossas amigas ou colegas, chamar uma delas por um apelidinho carinhoso, nome no diminutivo ou algo similar vai irritar sua namorada/esposa/ficante.

Uma coisa é certa. Sua melhor amiga precisa ser sua namorada ou esposa. Se não for, algo está errado no relacionamento.

E de fato, acredito que exista amizade entre homem e mulher sim. Não precisa ser best friend, mas existe. Tenho ex-colegas de trabalho que considero amigas, pessoas que tenho profunda admiração e respeito. Gente que eu posso contar em situações difíceis. E isto pra mim é amizade. E elas também podem contar comigo. O importante neste caso é tentar transferir a amizade também para sua esposa/namorada. Fazê-la entender de onde vem amizade, sair juntos, almoçar e conversar. O que intriga uma mulher é você ficar de papo com outra, com papinho mole. Aquela coisa de que se ela chegar, vocês mudam o assunto, ficam sérios ou algo parecido. Confiança pra mulher é tudo. Ela não pode se sentir “fora” ou sem informações do que vocês estão falando.

E claro, pega leve, né? Ficar de papinho, mensagem toda hora, todo dia e sem parar, claro que é um indício de algo a mais nessa amizade. Eu estou falando de amizade verdadeira. Amizade com segundas intenções nunca foi amizade.

 

 

4 – O papel das famílias

Quando você começa a namorar, automaticamente você passa a fazer parte da família dela. E ela da sua. Não é uma escolha, é automático.

O relacionamento do casal é do casal. Família são outros 500. Se no namoro você deixa alguém interferir, sogro, cunhada, mãe, sogra…xiiiii, é complicado. Tem que se posicionar logo no começo.

Problema do casal precisa ser resolvido entre o casal. Levar problema pra mamãe, papai, sogro e sogra vai só maximizar o problema.

E tem mais! É necessário que ambas as parte se esforcem ao máximo para ter uma boa relação com a família. É chato demais quando nora e sogra se estranham e não se dão bem. Nós ficamos ali no meio na batalha. O melhor é harmonizar sempre!

Outro coisa irrita profundamente a mulher. Quando o cara casa, mas não quer sair da casa da mãe. Aí é o fim mesmo! Quem casa quer casa. Ir todo dia comer o melhor almoço do mundo, que é o da mãe, vai deixar sua mulher bruta de raiva. Para com isso rapaz! Uma, duas vezes por semana tá de bom tamanho.

E para harmonizar, no meu caso é assim. Domingo o almoço é na minha mãe, o jantar na mãe dela. Funciona bem!

 

 

 

5 – Não ouvir

Às vezes vai parecer frieza, distância, indiferença, mil coisas. O fato é que elas sempre se queixam de não serem ouvidas, de não terem a atenção que queriam para compartilhar os acontecimentos do dia a dia. Essa é uma daquelas coisas que vai sendo deixada de lado com o tempo de relação, e que com um pouco de esforço dá pra resolver antes que se torne uma crise.

Em um relacionamento precisa existir o diálogo. É preciso ouvir o outro, saber o que se passa. Às vezes trabalhamos o dia todo e a noite é preciso saber o que aconteceu durante o dia, se ela está bem, quais os acontecimentos mais importantes daquele dia, o que vai fazer no dia seguinte. Se você é dos que não gosta de falar nada, melhor ficar sozinho. Mulher gosta de conversa, meu caro!

Nem sempre queremos ouvir aquele mimimi sobre picuinhas no trabalho ou entre as amigas dela, mas deixa ela despejar. Eu sei que é complicado. Isso pra mim é muito difícil, mas é preciso.

 

 

6 – Celular

Não dá mais pra viver sem um celular, certo? Mas todo casal precisa conversar sobre o bendito celular.  Enviar mensagem e não receber resposta na hora pode ser um grande problema para alguns casais. Ainda bem que não acontece comigo.

A dica é definir as regrinhas quanto as respostas, ligações durante o dia, mensagens. Tem mulher que não deixa o cara trabalhar, liga o dia inteiro, e quando não liga inferniza via mensagem. Que saco! Já tive amigos assim e via o quanto o cara sofria.

No caso de mensagem, sempre que receber agradeça ou dê um ok. Pra mulher não vale saber que a mensagem foi entregue, ela quer sua percepção. Abuse dos beijos, emotions e exclamações !!!!!! Mulher é intensa. Pelo menos com a sua, seja amoroso.

 

Ah! E sobre o celular, quando for namorar desligue o bichinho. Quando estiverem juntos depois daquele dia estressante, largue o Whatsapp, Instagram e Facebook e vá curtir a relação. Tem muita mulher reclamando de falta de assistência, porque o Moooor só fica no celular ou no VideoGame. Toma juízo, ou você vai levar um fora.

 

 

7 – Redes sociais

Um problema que surgiu nos últimos anos, mas que é comum para todos os casais. Tenho amigos psicólogos que me contam o quanto é presente este tema nas terapias entre casais. Já falei sobre a importância de cada um ter o perfil individual na rede social. Leia aqui.

Além disto, os dois precisam conversar sobre comportamento e limites na rede.

Tem homem que força amizade. Fica de papo com as garotas no inbox, curte fotos da ex- de biquíni. Tá querendo o quê meu caro?

Quando você entra numa relação você precisa ter postura. Certas atitudes não combinam com um cara casado.

 

 

8 – Rotina

Mulheres tem a necessidade de mudanças, por isso vivem fazendo coisas diferentes no cabelo, mudando a disposição dos móveis em casa, querendo ir em lugares que oferecem novidades, o que muitas vezes gera um belo programa de índio, mas é fato que nós homens em geral temos um apego muito grande pelo rotineiro, pelos mesmos lugares, mesma turma, os mesmos pratos, programas, etc.

Então, mesmo a contragosto aceite essas experiências. Evitar a rotina é bom, é um exercício e com o tempo nós também vamos começando a querer experimentar novidades.

Quer surpreender? Comece você quebrando a rotina. Mandando uma mensagem mais apimentada, mandando flores sem ser em datas comemorativas, convidando pra sair num dia parado, tipo uma terça-feira. Sua gata vai curtir muito sua pró-atividade. E aí, que tal uma noite diferente hoje? Tô dando toque.

 

 

Agora as clássicas, hein!

9 – Você vai sair assim?

Essa pergunta destrói o humor de qualquer mulher, independente de qual o motivo você tenha para fazer essa pergunta, não faça!

Existem maneiras diferentes de dizer a mesma coisa, mas com palavras diferentes. Se não gostou da roupa dela, que tal falar que prefere que ela vá com uma roupa X, que ela vai ficar mais gata, top e pápápápá. Com mulher tem tooooodo um jeitinho pra falar as coisas. Elas já são encucadas por natureza.

Se a sua gata é meio brega…calma, vou fazer um post só sobre isso.

 

 

10 – A famosa tampa do vaso levantada

Quem nunca ouviu uma mulher reclamando disso? E esse erro ainda é agravado, pela falta de pontaria, digamos assim, dos homens.

É a coisa mais difícil para os homens entenderem, é o que se chama de frescura, mas também é o primeiro item na lista dos piores hábitos masculinos para a maioria das mulheres, e mesmo assim parece ser uma questão longe de ser resolvida, reflita. Na próxima ida ao banheiro, levanta a tampa marmanjo.

 

E tem também a toalha moalhada, o esquecimento da data de aniversário do dia que ela fez o primeiro jantar, e muuuuitas outras coisas que irritam as mulheres. Mas pense pelo lado bom, sem elas nem tem graça.

 

Mulheres, eu sei que vocês vão lembrar de pelo menos mais um bilhão de coisas que deveriam estar numa lista, mas valorizem o esforço, ok? Homens, reflitam. A maioria deles é fácil de resolver. Dá pra mudar de postura e ser mais feliz no relacionamento.

 


O BONDE DA GAZETA

Postado em 18/10/2014 em 07:19 arquivado em contos - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Conto enviado por "BURUSERA".

 

Miriam Gomes havia acabado de sair de uma litigiosa separação de um casamento de mais de dezessete anos com o empresário escocês Angus McCarty. Miriam era morena tinha 35 anos, os cabelos castanho-escuros ondulados, lábios carnudos, um corpo esguio e uma bundinha deliciosamente empinadinha ela e era idêntica a atriz global de nome "Vanessa Gerbelli", pelo menos era o que todos os seus amigos e conhecidos achavam e o que encorajou a mesma a até fazer um book de fotos devido aos tantos elogios e comparaçoes que faziam com ela.

 

Miriam era oriunda de uma das tantas comunidades pobres do Rio e há dezessete anos atrás num carnaval conheceu Angus que viajava em férias pelo país. Ao ver aquela delícia de morena, Angus logo se rendeu aos encantos de Vanessa...quero dizer, Miriam...! Miriam teve um filho com Angus, "Ian Mcarty Pereira". Hoje com 14 anos. Ian sofria de uma espécie de autismo e com isso estudava num colégio especial e bem caro.

 

Durante o casamento com Angus Miriam tinha um ótimo e abastado padrão de vida, morava na Barra da Tijuca, comprava roupas caras e fazia todas as vontades do pequeno Ian. Mas com a separação as coisas mudaram. Angus retornou para o seu país de origem e Miriam junto com o filho teve que se mudar para um bairro de classe média-baixa da cidade e bem próximo de uma das mais perigosas comunidade da cidade. Eram constante os tiroteios e algumas cápsulas já foram encontradas até memso na varanda de Miriam que nem morava tão perto assim do local. Com o padrão de vida mais baixo, Miriam teve que matricular Ian numa escola pública de região.

 

Ela vivia com uma boa e "obrigatória" pensão alimentícia e com isso ainda tinha o seu carro e todas as manhãs trajando um de seus deliciosos kilts quadriculados comprado nas viagens que fazia com Angus para as "Terras-altas", seguia ela na companhia de seu filho especial. Tudo seguia muito bem até que o pequeno Ian começou a aparecer em casa sujo e com algumas escoriações. Miriam se espantava e perguntava ao filho o que havia acontecido.

 

O menino se recusava a falar, parecia que não queria entregar alguém mas com o tempo e com mais escoriações surgindo as suspeitas de Miriam se revelaram. Ian estava sofrendo Bullying na escola. E no dia seguinte ela resolveu tirar satisfações com o algoz de seu filho.Miriam ficou estacionada com carro próxima a saída da escola e pediu para que Ian mostrasse a ela qual dos muleques era o que o agredia.

 

E muito timidamente, Ian apontou para um grupinho próximo dali, onde estava o temido "Niquino AK", filho de nada mais nada menos de Tonico Ak um perigoso traficante da área. Niquinho só tinha 15 anos mas já era o terror daquela escola e até da região. Não sabendo disso e talvez nem querendo saber, Miriam com sua atitude de "mãe decidida" partiu para cima do grupo de muleques.

 

Miriam muito brava começou a chamar a atenção até a xingar o bandidinho que olhava para ela com cinismo e indiferença além de é claro negar tudo aquilo que Miriam estava lhe acusando. após isso, Miriam sai dali retornando para o carro onde niquinho estava no banco do carona e antes de ela adentra o carro, Miriam ainda olha para o grupo onde Niquinho estava e demonstarando ainda mais deboche e audácia, o mesmo tira a camisa para Miriam se mostrando para ela. Miriam faz cara de desprezo entra no carro e saia dali, deixando o grupo aos deboches com ela. E os dias se seguiram durante algum tempo Ian ficou livre das perseguições de Niquinho e a vida parecia seguir normalmente.

 

Mas num belo dia, Miriam voltava de um salão de beleza e chegando em casa "apertada" ela corre para o seu banheiro onde chegando levanta o seu kilt e faz o que tem que fazer, quando o telefone da sala toca insistentemente. Miriam se irrita e sai do banheiro sem mesmo se limpar para atender. Ao chegar ao telefone ela ouve a voz desesperada de um dos coleguinhas de Ian dizendo que o mesmo estava nas mãos do "bonde da gazeta" como era conhecida a gangue de Niquinho e que esse estava fazendo várias maldades com o garoto.

 

Miriam logo se desespera larga o telefone e ruma imediatamente para local onde filho estava e que era um terreno baldio não muito distante da escola. Lá chegando ela deixa o carro próximo ao terreno, onde adentra até chegar próxima a vários carros desmanchados onde numa roda formada por mais de cinco muleques e mais duas meninas e todos usando uniforme da escola. E lá Ian estava sendo judiado devido ao seu autismo e até mesmo obrigado a ingerir alcool e drogas mais pesadas ao som de um "funk proibidão! que rolava no celular de um deles. E irada e horrorizada, Miriam pega o seu filho pelo braço e faz várias ameaças ao grupo delinquentes.

 

E quando já saindo dali, Niquinho e os demais muleques se aproximam da mesma a cercando e parecendo chapados e excitados a agarram: - E aí tia, já vai...?! - Mas a festa nem começou ainda...?! Diz Niquinho de uma forma bem safada - Que isso, seus muleques que atrevimento é esse...?! Diz Miriam espantada e que em seguida é levada até o capu de um daqueles carros desmanchados que ali se encontravam e lá é curvada para frente, tem o seu kilt levantado e que para delírio de geral Miriam usava sem calcinhas pois ela usava na "forma escocesa" e Niqunho diz: - Ih gente, tá sem embalagem o "doce"..! E um neguinho "braço direito" de Niquinho diz: - Eu sou o primeiro, hein...?! E Niquinho responde: - O primeiro é o filho do "patrão"!(se referindo a ele que é filho do traficante da região) E sendo assim sem mais cerimônias, Niquinho aquele pequeno e porém  parrudo moreno jambo, põe pra fora a sua "banana prata" já latejando de tão dura, besunta de cuspe e atocha aquele cuzão cagado de Miriam, ignorando os seus apelos: - Não, na frente dele, não...aaargh...! Nessa hora Ian estava na mão das duas periguetes que lá se encontravam e ficavam maldosamente alisando o garoto especial. - Ô delícia...! - Como é apertada essa coroa...! - Aí mongol, pode me chamar de papai agora, falou...?! Niquinho diz com muito escárnio para Ian. As escorchadas que começavam lentas pegava cada vez mais ritmo.

 

O brioco de Miriam já estava se esgarçando: - Parem com isso, por favor, eu tenho o dobro da idade de vocês, aaargh...! Miriam implorava mas era ignorada e nem ouvida devido a algazarra do bando. E quando Niquinho goza é a vez do neguinho o seu braço direito e inclusive a maior rola da mulecada. Esse faz Miriam urrar mesmo. Soc, soc, soc, soc. A enrabada ficava estrondosa. E nisso com o seu pau cagado retirado da bunda de Miriam Niquinho se aproxima de Ian: - Aqui, mongol...o que a galinha cagona da tua mãe fez com o meu pau...! - Chupa agora, anda! Niquinho o ordena, para desespero de Miriam que era enrabada pelo negão mas via tudo de lá: - Não..! - Que isso ele especial, parem...aaai! soc, soc,soc,soc...

 

O neguinho goza e outro muleque também surge para enrabá-la. Nisso Ian ajoelhado pelas periguete e também meio chapado sem entender muito, chupa a rola do odioso Niquinho: Aaaai...família que é fudida unida permanece unida...mama ô mongol...! Diz Niquinho com deboche. E soc, soc, soc...! Já havia chegado a vez do quinto garoto que enrabava Miriam enquanto uma das periguetes lhe forçava um beijo. Até que Niquinho resolve reunir todos para que "três" a fodessem ao mesmo tempo: - Vamo fazer um filminho pornô agora...pega lá o celular....! Uma das periguetes se preparou para filmar enquanto os delinquentes levaram Miriam para o chão, onde dois de uma vez(incluindo Niquinho) a foderam ao mesmo tempo em que ela masturbava outros dois que ficaram de fora. O quinto muleque que também ficou de fora era masturbado pelo inocente Ian. Miriam se deseperava, gemia e urrava enquanto era currada de forma voráz por aqueles estupradores mirins. Seus apelos e indignação eram inúteis até que chega a hora do grupo gozar. É quando Niquinho tem uma outra idéia que também viu num filme pornõ: - Pega lá aquela sainha cagada dela...tive uma idéia que eu vi num filme...! Uma das periguetes pegou o kilt de Miriam, deu para Niquinho, o mesmo o extendeu no chão e numa roda junto com os demais gozou aos borbotões sobre o mesmo, fazendo uma densa "papa" de porra. Nisso Ian estava imobilizado pelas duas periguetes. Que a mando de Niquinho o fizeram ajoelhar, abrir a boca enquanto Niquinho e mais dois muleques com o kilt extendido nas mãos se aproximam e encostando-o na boca de Ian deixam toda a porra que se encontrava sobre o kilt, descer goela abaixo do menino: - Um mingauzinho bem esperto pro mongol...! Niquinho diz de uma forma debochada e odiosa enquanto Miriam imobilizada por outros dois muleques asssitia a tudo horrorizada.

 

E após tudo isso o bando resolve deixar os dois ali e fugirem. horas depois Miriam na companhia do filho está de carro estacionada próxima a delegacia decidindo fazer queixa. Mas Miriam está relutante, pensa em tudo o que aconteceu, nas consequências e até já pensa de uma outra forma. Ela já se encontrava separada há um bom tempo e não podia deixar de negar a leve excitação que sentira com aquilo tudo, e temendo também represálias até do tráfico da região, resolve esquecer tudo acelerando o carro, saindo dali e se mudando do bairro posteriormente.


Estudante é resgatado por bombeiros após ficar preso em vagina gigante

Postado em 18/10/2014 em 06:43 arquivado em aconteceu de verdade - 1 Comentários - Incluir Comentário - Link

 

Um estudante de intercâmbio foi salvo por bombeiros após ficar entalado em uma vagina gigante feita de madeira. O caso aconteceu na cidade alemã de Tübingen.

O estudante é norte-americano e ficou preso na vagina, que é uma obra de arte localizada no campus da universidade da cidade.

Ele entalou na estrutura ao tentar engatinhar por baixo dela.

As fotos foram tiradas por um amigo do rapaz. Cinco viaturas de serviços de emergência e 22 bombeiros foram ao local para salvar o garoto.

A escultura é uma obra do artista peruano Fernando de La Jara. O estudante planejava tirar uma foto engraçada na vagina gigante, quando acabou entalando.

Pessoas que assistiram ao salvamento orientavam os bombeiros a tentar retirar o rapaz usando fórceps ou vaselina.

Após ser retirado da estrutra, o rapaz não apresentou ferimentos e foi liberado em seguida.

 


Gêmeas dividem namorado que conheceram no Facebook

Postado em 18/10/2014 em 06:43 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

 

Ben Byrne é um mecânico australiano de 31 anos. Sua vida seria comum, se ele não dividisse a cama com duas mulheres - as gêmeas  Anna e Lucy DeCinque. Elas têm 28 anos e são apaixonadas pelo mesmo homem. Além disso, elas gastaram cerca de R$ 1 milhão para ficarem ainda mais parecidas uma com a outra.

O caso se desenrola na cidade de Perth. Byrne conheceu as gêmeas pelo Facebook, por sugestão de amigos em comum.

Logo começaram a namorar e ele conta que, no começo, foi difícil atender às exigências de duas mulheres.

Agora, passados quase dois anos do relacionamento a três, ele aprendeu que deve dispensar a mesmíssima atenção a ambas. "Mas meus amigos concordam que esse é um bom problema", diverte-se o mecânico.

E como ele se vira na cama com as duas beldades? Elas mesmo respondem: "Somos duas garotas ativas, então ele precisa ter o dobro de energia".

Um detalhe engraçado é que Byrne também tem um irmão gêmeo, mas ele não fez questão de transformar o triângulo amoroso em um quadrilátero.

A mãe das gêmeas aprova a relação e se derrete pelo genro. "Ele é um cavalheiro", afirmou.

Entretanto, quando há alguma discordância, são sempre dois (ou duas) contra um.

 


Sexo sem limites vira caso de polícia em Sarandi

Postado em 18/10/2014 em 06:42 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link



Sábado à tarde, a Copa do Mundo correndo solta e um casal resolve quebrar a rotina indo a uma alcova de aluguel. Já no motel, decidem que é preciso algo mais para apimentar a relação. Uma troca de casais é proposta - e a mulher, surpreendentemente, aceita.

Ligam para um casal amigo, também vítima dessa mesmice que mina as relações após algum tempo. E não é que eles topam a parada? Acertam os detalhes pelo telefone, fornecem o endereço e aguardam os convidados.

O outro casal chega, bebidas são servidas para quebrar o gelo, rapidamente as roupas de todos jazem sobre o carpete vermelho. E tudo ia bem, corpos nus em profusão de movimentos, susurros e gemidos, os reflexos embolados no espelho do teto...

Mas o sexo sem limite cruza uma fronteira polêmica.

O homem resolve explorar sua sexualidade com mais profundidade e começa a trocar ousadas carícias com o amigo. O que se sabe é que, apesar de uma das mulheres parecer indiferente, a outra não gostou do que viu.

A proposta inicial do marido não revelava que ele também queria molhar o biscoito com alguém do mesmo sexo.

A suruba vira sururu. Incompreendido, o homem parte para cima da mulher. Macho refeito, desfere um safanão na companheira.

A polícia é chamada, o entusiasta orgiástico foge e deixa a cargo do casal amigo e da mulher as explicações sobre a bacanal que acabou em pancadaria e da cena de amor livre que virou ódio incontido.

Perplexos, os homens da lei fazem o boletim de ocorrência. Tiradas as peculiaridades do caso, trata-se de uma queixa de agressão. Lei Maria da Penha nele. O libertino vai responder a inquérito policial.

Talvez a mulher acabe perdoando o parceiro pela aventura homoerótica.

Mas o safanão... Ah!, esse pode custar caro ao paladino surubesco, até mesmo render pena de prisão. E no breu do xilindró, o que um dia foi fuga da mesmice pode acabar virando rotina.
 


« Última Página :: Próxima Página »

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...