Criar um Blog-Sexy
Meu Blog-Sexy
Denunciar
Próximo Blog

Data marcada para o fim do blog!

Postado em 27/5/2015 em 03:12 - 6 Comentários - Incluir Comentário - Link

Blog continuará no TUMBLR

http://oparaisololicon.tumblr.com/

\"\"

Sim,

como tudo que é bom dura pouco, pelo menos ficamos um pouco mais de 3 anos no ar. Praticamente um recorde.

O serviço Blogsexy vai ser encerrado no dia 27 de agosto de 2015. Novas postagens estão canceladas, pois o serviço não permite. Até lá o blog continua no ar, para você matar saudade, ler o que não foi lido, e baixar o que não foi baixado, afinal, são um pouco mais de 3.000 mil postagens. Aproveite enquanto é tempo.

por hora, nossa nova casa vai ser o TUMBLR.

http://oparaisololicon.tumblr.com/

 

Não deixe de manter contato pelo email.

paraisololicon@gmail.com

 

Não esqueça de curtir nossa página no FACEBOOK.

https://www.facebook.com/pages/P4ra1z0Lol1K0n/370516166488314

 

 

 

 

 


Após denúncia, PM prende suspeito de sequestrar e estuprar mulher em shopping de Salvador

Postado em 25/5/2015 em 03:24 arquivado em aconteceu de verdade - 2 Comentários - Incluir Comentário - Link

Com o acusado, a polícia encontrou um veículo GM/Corsa, o celular e roupas da vítima

 Um homem foi preso, nesta sexta-feira (31), suspeito de ter estuprado e roubado uma mulher no estacionamento de um shopping no bairro de São Cristóvão, em Salvador.

Em nota, a assessoria da Polícia Militar da Bahia revelou que, após denúncias anônimas, policiais militares do 12º BPM (Batalhão da Polícia Militar) de Camaçari prenderam José Aparecido da Conceição, 35 anos, no bairro do Entroncamento, em Dias D'ávila, na RMS (região metropolitana de Salvador).

Com o acusado, a polícia encontrou um veículo GM/Corsa, o celular e roupas da vítima. O acusado e o material apreendido estão sendo apresentados na DFRV (Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos), em Salvador. As diligências continuam no intuito de prender o outro envolvido no crime.


Homem é preso acusado de abusar sexualmente da sobrinha no oeste da Bahia

Postado em 25/5/2015 em 03:22 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Homem ameaçava vítima e familiares da garota

Um homem de 52 anos foi preso em Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia. O suspeito é acusado de ter estuprado a sobrinha de 12 anos, em Morpará, localizado a 695 km de Salvador.

 De acordo com informações da delegacia de Luís Eduardo Magalhães, Nenildo Marques Farias,  foi preso Morpará, mas encaminhado para a delegacia do município.

O acusado ameaçava a vítima e também os familiares da garota. Após investigações, a Polícia Civil autuou o homem na quarta-feira (10). O acusado está à disposição da justiça.

 


Pedreiro é preso acusado de estuprar vizinha de 13 anos na Bahia

Postado em 25/5/2015 em 03:18 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Acusado chegou a ser preso na época do crime, mas respondia ao processo em liberdade

 Um pedreiro foi preso acusado de estuprar uma adolescente de 13 anos no município de Tanhaçu, no sudoeste baiano. De acordo com a Polícia Civil, José Vieira Neto, de 52 anos, foi preso em cumprimento a um mandado de prisão por estupro de vulnerável.

Segundo o delegado Alex Wendel, titular da DT/Tanhaçu, a vítima era vizinha do pedreiro, que na época do crime chegou a ser preso. O caso aconteceu no ano de 2014. José respondia ao processo em liberdade, quando teve seu mandado de prisão expedido pela Justiça.

Ele foi detido, na terça-feira (19), por uma guarnição da Polícia Militar e encaminhado à DT (Delegacia Territorial) da cidade, onde aguarda transferência para Salvador.


Lavrador é preso acusado de estuprar três crianças no interior da Bahia

Postado em 25/5/2015 em 02:55 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Mãe de dois irmãos denunciou vizinho; caso ocorreu na zona rural de Anagé 

Um lavrador foi preso acusado de ter estuprado dois irmãos na zona rural do município de Anagé, localizado a 560 km de Salvador. De acordo com informações da Delegacia Territorial, Vitório Pereira Sousa era vizinho das crianças e foi denunciado pela mãe das vítimas.

 A mãe das crianças, de oito e 12 anos, registrou uma queixa na delegacia e, ao ser realizado o exame de corpo de delito, foram comprovados os abusos sexuais. 

Após as denúncias, outra vítima também registrou queixa contra o acusado. Segundo informações da polícia, a criança afirmou que Sousa a estuprou no ano passado. A delegacia instaurou um inquérito e o acusado está cumprindo prisão preventiva.                                                                                                             

 


Desempregado é preso após estuprar vizinho de sete anos na Bahia

Postado em 25/5/2015 em 02:47 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

De acordo com a polícia, acusado atraiu o garoto para sua casa

Um homem foi preso após estuprar um menino de sete anos em Serrinha, a 173 km de Salvador. O desempregado Dorival Alves da Silva, o “Dori”, foi detido por uma equipe da DT (Delegacia Territorial) de Serrinha, que cumpriu mandado de prisão preventiva em sua residência, no bairro Urbis I, na segunda-feira (30).

 De acordo com a polícia, o crime aconteceu, na sexta-feira (27), quando o acusado atraiu o garoto, que é seu vizinho, para sua casa. Mas, o abuso só foi descoberto no dia seguinte, após o garoto vítima contar à sua mãe o que havia acontecido.

O menino foi submetido a exame de corpo de delito, que comprovou a violência praticada contra ele.

Custodiado na carceragem da DT/Serrinha, o desempregado vai responder à Justiça pelo crime estupro de vulnerável.

 


Meninas são encontradas amarradas no telhado de casa após serem abusadas por vendedor ambulante

Postado em 25/5/2015 em 02:38 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Homem foi preso sob acusação de estupro de vulnerável em Itapetinga

 Um homem foi preso sob acusação de estupro de vulnerável, no centro do município de Itapetinga, no sudoeste do Estado. De acordo com informações da delegacia territorial, vizinhos do vendedor ambulante, Carlito Pereira Santos, de 58 anos, acionaram a PM (Polícia Militar), após flagrarem duas garotas de 10 e 11 anos, em cima do telhado da casa do suspeito.

— As meninas estavam na casa dele desde quinta-feira. No local nós encontramos várias fitas pornográficas e as garotas estavam presas no telhado e disseram que ficaram sobre cárcere privado.

 Conforme informações da delegacia territorial, as duas meninas haviam passado a noite na casa do suspeito, foram obrigadas a ficar apenas com as roupas íntimas e sofreram atos libidinosos. Além disso, a namorada de Santos também estava no local e participou do abuso contra as garotas.

— Ele obrigou as meninas a assistirem as fitas pornográficas, não chegou a acontecer a conjunção carnal, mas as meninas foram tocadas nas partes íntimas e tiveram que ficar só de calcinha.

O agente da delegacia territorial disse, ainda, que uma das meninas havia fugido após sair do colégio, no dia anterior ao crime.

— Uma das meninas fugiu de casa depois de chegar da escola às cinco horas e sair acompanhada da coleguinha de 11 anos. A mãe dela chegou a registrar boletim de ocorrência, daí a polícia realizou as diligências e encontrou as duas no telhado.

Ainda de acordo com a delegacia, o suspeito foi detido em flagrante e está na carceragem à disposição da justiça. A namorada do acusado esté sendo procurada pela polícia.

As vítimas já foram ouvidas e devem passar por exames periciais para esclarecer o abuso. O Conselho Tutelar está acompanhando o caso.

— O ambulante foi autuado por crime de estupro de vulnerável, com pena de oito a quinze anos. Estamos investigando isso e o Conselho Tutelar está acompanhando o caso.  

 


Acusado de estuprar companheira é linchado por população em Salvador

Postado em 25/5/2015 em 02:22 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Jovem sofreu traumatismo craniano e foi atingido por vários golpes de facão

No sábado (4), um jovem de 26 anos foi linchado pela população, no bairro de Engenho Velho de Brotas, na capital baiana. De acordo com informações da Centel (Central de Polícia), Alexandre Silva Veiga sofreu traumatismo craniano e foi atingido por vários golpes de facão na região das costas e pescoço.

 Conforme informações da Centel, o caso ocorreu às 14h15, no Parque Solar Boa Vista. A motivação do crime foi um estupro praticado contra uma mulher que o suspeito estava se relacionando.

O corpo de Veiga foi removido pelo DPT (Departamento de Polícia Técnica) e levado para o IML (Instituto Médico Legal).  

 


Idoso é flagrado beijando boca de criança de 8 anos no interior da Bahia

Postado em 25/5/2015 em 02:16 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Caso foi flagrado e filmado pelo pai da menina

Um idoso de 65 anos foi preso acusado de beijar na boca uma criança de oito anos, no município de Ibirapitanga, localizado a 350 km de Salvador. De acordo com informações da DT (Delegacia Territorial) da região, Renato Biano Cardoso, foi flagrado pelo pai da criança.

 Ainda de acordo com a polícia, o pai da menina teria gravado um vídeo com a cena, e junto com outros familiares, imobilizaram o acusado e acionaram a polícia. Testemunhas disseram à polícia que o caso se trata de uma vingança do pai da menina com o idoso.

Renato alega inocência. Ele foi encaminhado para a delegacia de Ubatã e encontra-se à disposição da Justiça.

 


Adolescente estuprada pelo pai confessa que último abuso ocorreu após família sair para velório da avó

Postado em 25/5/2015 em 02:12 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Jovem também revelou sofrer abusos sexuais por parte do pai há três anos

 A adolescente que foi estuprada pelo pai, no município de Entre Rios, a 140 km de Salvador, afirmou em depoimento que o último abuso aconteceu quando a família saiu de casa para ir ao velório de sua avó, no dia 15 de fevereiro.

A jovem também revelou, segundo o delegado Antônio Luciano Lima, sofrer abusos sexuais por parte do pai há três anos. Ela alegou que não denunciou o agressor antes porque estava sendo ameaçada de morte por ele.

Acusado de estuprar, engravidar e ameaçar a filha de 15 anos, o caseiro Francisco de Jesus Paiva, o “Chico Pecado”, 43, teve mandado de prisão preventiva cumprido na fazenda onde trabalhava, no povoado de Calçada Nova, na sexta-feira (13).

De acordo com a PC (Polícia Civil), a mãe da adolescente registrou a denúncia na DT (Delegacia Territorial) de Entre Rios, após desconfiar dos enjôos que filha sentia. A garota foi levada a uma clínica médica, onde foi constatado que ela estava na 17ª semana de gestação.

O acusado foi encaminhado ao Conjunto Penal de Alagoinhas, após ter sido cumprido o mandado de prisão por estupro de vulnerável e ameaça. 

 


Pai é acusado de estuprar e transmitir doenças venéreas para filha de sete anos no sudoeste baiano

Postado em 25/5/2015 em 02:08 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Homem foi liberado por não ter sido preso em flagrante

Um homem foi preso acusado de estuprar a própria filha de sete anos, no município de Vitória da Conquista, sudoeste baiano. De acordo com informações da 77ª CIPM (Companhia Independente de Polícia Militar), Paulo Henrique Barreto dos Santos, 33 anos, teria transmitido doenças venéreas para a menina.

 Testemunhas disseram à polícia que a criança ficou muito machucada. Após alguns dias desaparecido, o suspeito foi localizado no dia 17, por policiais militares da Base Comunitária de Segurança da 77ª CIPM e apresentado no Disep (Distrito Integrado de Segurança Pública) para averiguação.

Apesar das provas de que o estupro foi praticado por Paulo, ele negou qualquer ação de violência de cunho sexual. Como não foi apreendido em flagrante, o suspeito foi liberado.

 


Fiu Fiu na Argentina pode virar crime. Que tal seguir o exemplo, Brasil?

Postado em 24/5/2015 em 03:03 - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Cansada de ser assediada por um grupo de trabalhadores de uma obra próxima à sua residência, em um popular bairro de Buenos Aires, Aixa Rizzo, de 20 anos, relatou seu drama em um vídeo na Internet. A menina acabou utilizando gás pimenta contra os agressores, por temer um ataque sexual, foi a uma delegacia e precisou convencer os policiais para que finalmente aceitassem a denúncia. O caso de Aixa,  que por alguns dias até ganhou escolta policial e recebeu um "botão antipânico", mas acabou vendo o assédio voltar a acontecer no mesmo lugar e pelos mesmos homens, deu início  a um amplo debate na Argentina sobre sanções para o assédio verbal ocorrido nas ruas.

O objetivo é nobre: prevenir o assédio contra as mulheres. No Brasil, a maior iniciativa no sentido de pressionar o poder público a tomar medidas reais contra as cantadas foi tomada pelas idealizadoras do site Think Olga, que encabeçam a campanha Chega de Fiu Fiu, criada para lutar contra o assédio sexual em locais públicos.

O que muita gente não percebe é que aquele assobio que parece tão inocente é intimidador. E ninguém deveria ter medo de caminhar pelas ruas simplesmente por ser mulher. Mas, infelizmente, isso é algo que acontece todos os dias, e atinge mulheres de qualquer faixa etária. "Quando transformamos em coisa rotineira o fato da mulher não ter espaços privados – nem mesmo serem donas do seu próprio corpo —, incentivamos a violência. E isso NÃO é normal. Vamos reforçar nossa luta contra o assédio, afinal, temos o direito andar na rua sem medo de sermos intimidadas. Para isso, manteremos o debate sobre assédio sexual vivo e frequente", esclarecem as garotas do Think Olga.

Na Argentina, os projetos propõem facilitar às vítimas a possibilidade de denunciar e punir os acossadores com multas que vão de R$ 34 a R$ 2.300 (100 a 7 mil pesos argentinos) e inclusive com detenções. A vereadora Gabriela Alegre, da Frente para a Vitória, uma das incentivadoras da proposta em Buenos Aires, quer que o assédio seja incorporado à já existente legislação local sobre "Fustigação, maus-tratos ou intimidação".

Por aqui, segundo o pesquisador da Unifesp e professor e Direito e Políticas Públicas Alan Vendrame, o Estado brasileiro vêm tomando importantes medidas, ao longo das últimas décadas, para proteger os direitos das mulheres, mas ainda muito tímidas, por exemplo, a criação de delegacias especializadas no atendimento da mulher agredida, a lei maria da penha (que, supostamente, impõe maiores restrições ao agressor), o feminicídio, o polêmico (e talvez necessário) vagão exclusivo para mulheres etc.

"Tímidas porque estamos longe de quebrar com a lógica de uma sociedade patriarcal, que oprime constantemente a mulher. A questão da cantada no meio da rua é algo praticamente cultural, é até tema de campanha publicitária, em que determinadas marcas entendem que associar seus produtos com a figura masculina que canta mulheres bonitas e gostosas é algo bastante normal (vide propaganda "Verão", da cerveja Itaipaiva). Toda e qualquer política pública no sentido de garantir e defender os direitos das mulheres, no contexto de uma cultura patriarcal e opressora, são necessariamente importantes", defende Vendrame.

Em outra frente, foi lançada em 25 de novembro de 2014 uma cartilha sobre assédio sexual criada pelo Think Olga em parceria com a Defensoria Pública de São Paulo, que traz respostas a perguntas tais como O que é assédio sexual? Por que é um comportamento nocivo? Como denunciar? Como encaixá-lo na lei? É importante levar esse debate para dentro do poder público. Cantada não é elogio. Como bem definiu a vereadora argentina Gabriela Alegre, "o assédio é sofrido por muitas mulheres e tem que deixar de ser uma conduta natural, que as pessoas consideram como normal. Elas têm que ter consciência de que isso pode ter consequências traumáticas".  Que tal o Brasil seguir o exemplo e também punir as cantadas de rua?

 


Mulher que bate como homem está pedindo pra apanhar?

Postado em 24/5/2015 em 02:43 - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

A sessão da Câmara dos Deputados que discute a MP (Medida Provisória) 665/14, que restringe o seguro-desemprego, teve de ser suspensa na tarde de quarta-feira (6) após um tumulto envolvendo parlamentares e, no meio da confusão, o deputado Alberto Fraga (DEM-DF) foi para a tribuna e, por conta do bate-boca entre Orlando Silva (PCdoB-SP), Roberto Freire (PPS-SP) e Jandira Feghali (PCdoB-RJ), gritou, no microfone:

— Mulher que participa da política e bate como homem tem que apanhar como homem também.

A confusão começou quando o deputado Orlando Silva solicitou que a Câmara verificasse as imagens do circuito de monitoramento para identificar as pessoas que jogaram dólares falsos no plenário. Logo em seguida Roberto Freire deu duas batidas nas costas de Orlando Silva e questionou as palavras do deputado. Orlando reagiu, gritou "tira a mão de mim",  Jandira saiu em defesa do correligionário e Freire teria puxado o braço de Jandira, o que motivou a fala de Fraga.

O contexto talvez não tenha sido o mais adequado para a colocação do deputado, mas a ideia que sua frase embute levanta uma polêmica das boas, que botou fogo nas redes sociais. Mulher também agride e, aí, como é que fica? É bateu, levou?  Muita gente acredita que sim.

—  Se a mulher bate no homem, o homem também tem direito.

— Tem mulheres que são uns capetas, e se aproveitam da condição de ser mulher.

— As mulheres querem tanto ter o mesmo salário que os homens, possuir os mesmos direitos que os homens, então tem de apanhar como homem também. Só querer coisas boas não dá, né?

— Se a mulher bate no homem, o homem também tem direito.

— Mulher quer respeito, se dê ao respeito, bateu então leva!

A mim, parece óbvio que homem não deve bater em mulher, assim como mulher não deve bater em homem. Esse absurdo jamais poderia ter saído da boca de um deputado... Agora, mulher que bate como homem tem de ser punida como homem! Ninguém tem o direito de bater em ninguém, senão é a selvageria institucionalizada.

Mas quem agride — seja verbalmente ou não, homem ou mulher — tem, sim, de estar pronto para o revide. Tirar o outro do sério, seja quem for, é se expor ao risco da reação. Mulher que bate — ou debate — como homem não pode nem deve usar sua condição feminina para alegar fragilidade. Agressor é agressor. Respeito é bom e todo mundo gosta.

 
 


Quem nunca pensou em fugir com o namorado?

Postado em 24/5/2015 em 02:39 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

As famílias dos jovens Beatriz Parizotto, de 14 anos, e Airton de Nunes Toledo, de 17 anos, estão vivendo um drama, desde que o casalzinho resolveu se encontrar na porta da escola dela e cair no mundo. Atriz mirim, Beatriz foi para o colégio na companhia do pai, mas, segundo as amigas, ela nem chegou a entrar. Ela foi vista com Tom (apelido de Airton) e, depois, sumiu. O casal, de acordo com Jéssica  Parizotto, irmã de Beatriz, teria se conhecido em um shopping da zona leste em abril deste ano. Beatriz teria falado com a família sobre a vontade de namorar Tom, mas a família não concordou. Ela pareceu concordar. Mas aí fugiu com ele.

Amor adolescente é assim mesmo: um turbilhão emocional, que leva a atitudes extremas. Quem viveu sabe. É a descoberta do outro, da vontade de passar o dia inteiro grudado, e dá uma coragem incrível de brigar com o mundo para continuar junto. Adolescentes são sanguíneos, vorazes, intensos. Eles não se acham... eles têm certeza de que são os donos do mundo. E passam longe de qualquer capacidade de avaliação de risco: acreditam que, com eles, nada vai acontecer. Proibir um relacionamento entre eles nem sempre é uma boa saída. O desejo de ficar junto, às vezes, fala mais alto do que qualquer sensatez. E eles não costumam são sensatos.

Quem nunca pensou em fugir com o namorado, se livrar do controle dos pais, fazer o que der vontade, dormir e acordar com aquele carinha?

É fácil entender a atitude de Beatriz e de Tom. São só mais um casalzinho apaixonado, impedido de ficar junto. O problema é que a gente já viu tragédias horríveis por causa dessa dificuldade que os adolescentes têm em ouvir "não, você não vai namorar esse garoto". O mais apavorante, sem dúvida, foi o caso de Liana Friedenbach e Felipe Caffé, torturados e mortos por Champinha e seus comparsas. Ela mentiu para os pais, foi acampar com o namorado — que não era aceito pela família — e nenhum dos dois voltou.

Tomara que Beatriz e Tom, que embarcaram em um ônibus rumo a Belo Horizonte, em Minas Gerais, tenham melhor sorte e possam entender que a vida pode ser mais longa do que esse rompante de paixão adolescente. Mas fica a lição para pais e jovens. Abra sempre um canal de comunicação real com seus filhos, ouça, entenda e respeite os sentimentos deles. Um "não pode  por que eu não quero"  é capaz de desencadear reações que fogem do controle. O "pode, mas vou ficar de olho", dá muito mais trabalho. Permitir e controlar é a essência do educar, cansa, mas pode evitar essas  e outras loucuras de amor.

 


Os pedófilos são doentes. E as mães coniventes com o abuso, o que são?

Postado em 24/5/2015 em 02:17 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Não há nada a ser comemorado neste 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração  Sexual de Crianças e Adolescentes. Os números de abusos de menores no Brasil são aterradores: 70 denúncias chegam, por dia, ao governo federal por meio do disque 100. Mas fica ainda pior quando os dados revelam que  48% das crianças e adolescentes foram agredidas dentro de casa e 23%, na casa do próprio suspeito.

Em 15% das ocorrências, o suspeito era o pai; em 10%, o padrasto; em 15%, outro grau de parentesco, como avô, tio ou primo. Em 80% dos casos, as vítimas eram meninas e 60% tinham a idade entre sete e 13 anos. Ou seja: os homens da família são os algozes que destroem a infância de suas crianças. E a pergunta imediata que me ocorre é: onde estão as mães, que não percebem que seus filhos estão sendo abusados pelos parentes? Mais inacreditável ainda é perceber que, em muitos casos, a mãe sabe e não faz nada. Duvida da palavra da criança. Defende o marido, o tio, o pai. Como é que pode? O que leva a uma atitude tão desatinada é intrigante.

A sociedade tem sua vasta parcela de culpa nessa massacrante engrenagem . Mulher sozinha ainda sofre toda sorte de preconceitos e, para evitar ficar no mundo sem um macho para chamar de seu, muitas dessas mães fingem que não enxergam a agressão a seus filhos. Em alguns casos é o medo, não de ficar sozinha, mas de também ser agredida, que faz com que fiquem caladas. É inaceitável que isso aconteça. Uma mãe tem o dever de zelar pelo bem-estar de seus filhos e não pode ter medo de denunciar um abusador, seja ele quem for.

No caso de saber quem é suspeito dos abusos, os especialistas recomendam procurar uma delegacia imediatamente e já inserir a criança em um tratamento psicológico. Não tenha medo de denunciar alguém da família, marido/mulher, padrasto, ou qualquer outra pessoa. É muito comum o receio de denunciar por talvez achar que a criança está mentindo ou porque a família será desestruturada depois do "escândalo". Não há escândalo maior do que se calar diante do abuso sofrido por um filho.

Quanto mais tempo a criança viver o estupro, mais traumatizada ela poderá ficar. Fiquem atentas aos sinais que a criança demonstra. A mãe não pode temer e não é possível  que se cale diante de abusos a seus filhos. É preciso protegê-los e evitar que se tornem parte de uma estatística tão nefasta.. Se os homens da família são campeões em abusos, as mulheres responsáveis pelas crianças precisam agir diferente. Não podem ser coniventes. Os pedófilos são doentes, mas mais loucas são as mulheres que acobertam os abusos cometidos por seus familiares. Nada justifica, nem medo, nem insegurança. Os danos nas crianças podem ser irreversíveis.


A carne fraca do padrasto estuprador e a eterna justificativa para o descontrole sexual do macho

Postado em 24/5/2015 em 02:06 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

A história é de causar náuseas. Robsney Ferreira, de 33 anos, foi preso em Minas Gerais suspeito de ter abusado sexualmente da enteada de 11 anos. Em sua defesa, usou um dos argumentos mais asquerosos que os machos costumam alegar quando não conseguem controlar seus instintos, como se fossem animais eternamente no cio. "A carne do homem é fraca", disse o acusado, que ainda alegou ter sido seduzido pela menina - como se uma criança de 11 anos fosse capaz de agir assim. O cidadão ainda tentou se justificar...

— A menina chegou lá e ficou me "carinhando". Aí a carne do homem é fraca e aconteceu essas coisas. Agora, eu estou preso. Não é normal não, mas a gente é meio abestalhado. A gente vem da roça e não tem estudo.

Carne fraca? Pouco estudo? Nada é capaz de justificar uma barbaridade dessas. E o cara ainda é capaz de acusar a vítima, como é comum nos casos de violência sexual. Ou seja... o fulano não tem o menor controle sobre seus impulsos e ainda diz que a culpa é da criança? Infelizmente, esse tipo de argumentação é muito comum. A mulher (mesmo sendo uma menina de 11 anos) costuma ser acusada de seduzir os coitadinhos dos rapazes, que são fracos diante de tamanha tentação. Chega disso. O estupro só tem um culpado: o estuprador!

Olha, eu já falei aqui sobre o perigo que representam esses padrastos estupradores.  Robsney vive com a mãe da vítima há oito anos e, há dois meses, a menina teria se mudado para a residência do casal. Segundo o delegado do caso, Leonardo Diniz, neste período, o Conselho Tutelar recebeu uma denúncia de abuso sexual e foi preciso apoio de uma psicóloga porque a criança não conseguia sequer falar o que estava acontecendo, tamanho o trauma que estava vivenciando.

Mas o caso fica ainda pior quando o delegado revela que a menina já havia denunciado o suspeito à mãe e dito que ele teria beijado-a à força na boca. Entretanto, a mãe não teria tomado nenhuma providência, o que, infelizmente, a gente sabe que é mais comum do que deveria. Se for comprovado, ela pode ser indiciada por omissão. Uma omissão que pode custar a sanidade de sua filha. Deprimente.


Padrastros estupradores: vejam bem quem vocês colocam dentro de casa

Postado em 24/5/2015 em 01:58 arquivado em aconteceu de verdade - 4 Comentários - Incluir Comentário - Link

É direito de todo mundo recomeçar a vida depois de uma separação ou viuvez. Mas é assustador perceber como tantas mulheres são incapazes de detectar naquele novo companheiro o algoz que vai destruir a infância de suas filhas. Todos os dias surgem novos casos de padrastos molestadores. O mais recente e estarrecedor é o do serralheiro Velder Soares de Carvalho, de 54 anos, que está sendo procurado pela polícia por ser suspeito de abusar sexualmente da enteada, de apenas 11 anos.

A mãe descobriu o caso no dia em que saiu mais cedo do trabalho e encontrou o companheiro tendo relações sexuais com a filha dela, na cama do casal. A criança, por medo, ocultou que sofria abusos, que já ocorriam há pelo menos sete meses. Ao Balanço Geral Rio, a mãe da criança revelou sentir ódio, nojo, raiva. Pois é, minha senhora, mas agora é tarde.

Segundo a mãe, seu companheiro era um homem acima de qualquer suspeita, como são tantos por aí. Infelizmente, a realidade nos mostra que quando se trata de colocar um novo homem dentro de casa, especialmente se há criança por perto — sobretudo meninas, todo cuidado é pouco.

Os números de casos de pedofilia em família são assustadores. A maior parte dos agressores é sempre de conhecidos das crianças, especialmente pais, avós e tios. E os padrastros, talvez pela falta de laços consanguíneos, parecem que se sentem ainda mais à vontade para cometer crimes e abusos contra os menores que estão sob sua responsabilidade.

Muitos, infelizmente, contam com a cumplicidade muda de mulheres que temem a rejeição e acabam se submetendo a qualquer coisa, mas qualquer coisa mesmo, para ter um macho pra chamar de seu. E a maioria acaba não percebendo que aquele cara não é o que parece... Fica ainda mais grave quando percebem, e fazem vista grossa, tudo pra ostentar um marido. Deprimente.

Um requisito básico para enfiar outra pessoa na sua vida, para quem tem filho, é a criança ser amada e respeitada. Sem isso, a meu ver, não vale nem dar corda. Não há o que pague a agressão a um filho. É o pior erro que uma mãe pode cometer.

 


yandere simulator download

Postado em 24/5/2015 em 01:53 arquivado em jogos - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

 

Que tal ser uma yandere por um tempo?

O jogo não está completo, mas já pode ser jogado em:

https://yanderedev.wordpress.com/downloads/

 


Manga - Ben 10-2

Postado em 23/5/2015 em 07:04 arquivado em Mangas - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

 

DOWNLOAD

VER MANGA ONLINE

 

 


Ben 10 - Early Parole

Postado em 23/5/2015 em 12:58 arquivado em Mangas - 1 Comentários - Incluir Comentário - Link

DOWNLOAD

VER MANGA ONLINE

 

 


« Última Página :: Próxima Página »

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...