Criar um Blog-Sexy
Meu Blog-Sexy
Denunciar
Próximo Blog

Pedófilo é condenado após armadilha com menina virtual de dez anos 14

Postado em 23/11/2014 em 11:27 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

 

Um australiano se tornou nesta terça-feira o primeiro homem condenado por pedofilia como resultado de uma operação que usou uma armadilha virtual, na qual um funcionário de uma organização de caridade fingiu ser uma menina de dez anos das Filipinas.

Scott Robert Hansen, o australiano acusado, é um criminoso sexual já registrado na polícia. Ele admitiu culpa por três crimes durante uma audiência no Tribunal Distrital de Brisbane, no leste do país.

Hansen admitiu o envio de fotos obscenas dele para a menina virtual, chamada Sweetie ("docinho", em tradução livre do inglês) e posse de imagens de abuso sexual infantil em seu computador. Por fim, ele reconheceu ter desobedecido as ordens estabelecidas pelas autoridades para criminosos sexuais como ele.

O australiano foi condenado a dois anos de prisão com suspensão dos efeitos da sentença – ou seja, ele só deverá ir para a cadeia se cometer algum crime mo período de condenação.

Além de Hansen, também foram divulgados dados de mil homens que entraram em contato com a criança falsa. Os detalhes deles foram enviados para polícias de 71 países.

Estes homens tinham oferecido dinheiro a Sweetie para que ela realizasse atos sexuais em frente a uma webcam.
Diálogos

A BBC News obteve os registros das conversas entre Hansen e Sweetie. As respostas eram dadas por uma pessoa fingindo ser a menina.

Nas conversas, Hansen perguntou se Sweetie era realmente uma criança e se já tinha visto um homem nu.

O australiano chegou a realizar um ato sexual em frente à webcam de seu computador acreditando que uma menina de nove anos estava assistindo.

A Justiça australiana afirmou que o fato de Sweetie não ser real é irrelevante para a condenação de Hansen, já que "se você acredita que era uma menina de nove anos, então a lei" precisa ser cumprida.

O chefe da operação - realizada pela ONG holandesa Terre des Hommes -, Hans Guyt, afirmou que ele e os colegas na organização sempre esperaram que a informação levantada por eles fosse usada por polícias do mundo para capturar os criminosos.

E acrescentou que a polícia precisa ser mais proativa, pois a única forma "de encontrar estas pessoas é patrulhar a internet".

Uma equipe de quatro pesquisadores da ONG trabalhou no projeto durante dez semanas em 2013, se passando por meninas filipinas em salas de bate-papo na web.

Em algumas ocasiões eles até usavam um avatar computadorizado, que mostraram aos homens pela webcam.
'Pesadelos'

A BBC News conversou com um dos operadores do programa que tiveram contato direto com os pedófilos. Ele pediu que seu nome não fosse divulgado.

"Alguns dos homens com quem interagimos me deram pesadelos, literalmente", disse.

O operador ouvido pela BBC conversou com Scott Hansen.

"Ele era muito direto, em um momento ele pediu para envolver a irmã de oito anos fictícia. Foi muito difícil dormir à noite depois de interagir com alguém como Hansen", afirmou.

O operador está orgulhoso de ter participado de alguma forma na condenação de Hansen, mas gostaria que mais pedófilos fossem condenados.

Durante o período em que o projeto funcionou, dezenas de milhares de homens entraram em contato com a equipe da Terre des Hommes.


Homem consegue divórcio de esposa após alegar que mulher não ia para cama com ele por estar possuída por espíritos malignos

Postado em 23/11/2014 em 11:25 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

O tribunal de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, permitiu que um homem se divorciasse de sua esposa após ele alegar que a mulher estava dominada por espíritos malignos no corpo, que não a deixava ir para a cama com ele.

Segundo o processo, a esposa se recusou várias vezes ter relação íntima com o marido. Sua família revelou que a mulher estava possuída.

Os sogros do homem contaram que vários religiosos tentaram retirar os espíritos da filha, mas tudo acabou sem sucesso.

Justiça de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, concedeu divórcio a homem que alegou que mulher não ia para cama com ele por estar possuída por espíritos malignos.

“A mulher e a família dela enganaram o meu cliente. Eles deveriam ter sido honestos e claros sobre o fato de ela estar possuída por um demônio”, disse Hamda Makki, advogado do homem.

 


Funcionários têm que pagar taxa para ter mais de 1 mulher na Indonésia

Postado em 22/11/2014 em 04:38 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Medida foi tomada por administração da ilha de Lombok.
Governo vai cobrar R$ 200 para cada novo casamento após o 1º.

Os funcionários de Lombok, na Indonésia, terão que pagar cerca de R$ 200 para ter mais de uma esposa. O governo local tomou a medida na tentativa de diminuir a poligamia.

 Os funcionários do maior país muçulmano do mundo já têm de obter uma autorização por escrito de seus superiores para poder se casar com uma segunda mulher. Eles têm o direito de ter até quatro esposas, se houver consentimento por parte das mulheres, segundo as leis do Islã.

Mas, em Lombok, uma ilha vulcânica vizinha a Bali, além da autorização escrita, os funcionários devem pagar 1 milhão de rupias indonésias (R$ 200) ao governo local para cada novo casamento depois do primeiro.

A soma é considerada elevada no país asiático, já que o salário mínimo é de 2,5 milhões de rupias (R$ 505).

A poligamia é legal na Indonésia, mas é pouco comum neste país onde a população é de 90% de muçulmanos.

 


Homem é preso ao ser flagrado se excitando duas vezes em drive-thru do McDonalds

Postado em 22/11/2014 em 04:34 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Um homem de 45 anos foi detido por conta de seus atos indecentes. Ele foi flagrado se excitando duas vezes no drive-thru.

Um homem de 45 anos foi detido por conta de seus atos indecentes. Ele foi flagrado se excitando duas vezes no drive-thru do McDonalds.

Cory D. Peterson enfrenta dois anos de liberdade condicional e US$ 1535 em multas judiciais por não contestar as acusações de exposição indecente. O incidente ocorreu em setembro, em Bay City, Michigan, nos EUA.

Segundo informações, o acusado apareceu no drive-thru e se expôs cometendo o ato íntimo para os funcionários. Ele havia pedido um lanche e, quando a empregada foi lhe entregar, começou a cometer o ato indiscreto.

“Eu estava chocada quando vi”, comentou a funcionária que presenciou a cena. “Tenha um bom dia”, disse o acusado após cometer o ato antes de ir embora.

Poucos minutos depois, o homem foi para outro drive-thru e novamente realizou a cena. Desta vez ele precisou aguardar seu lanche, fazendo com que policiais conseguissem chegar e prender o homem.

Os oficiais encontraram Cory realizando o ato indecente.
 


Marido estrangula esposa até a morte porque ela reclamava sobre gemidos

Postado em 21/11/2014 em 02:08 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Mark Dyson foi condenado à prisão perpétua por estrangular sua esposa, após admitir querer “calar a boca” da mulher. O homem gemia constantemente e reclamava de dores no estômago, que, de acordo com ela, não existiam.

O homem de 55 anos sufocou a vítima, possivelmente usando um travesseiro.

Mark caminhou para uma unidade psiquiátrica nas proximidades de Adlington, Inglaterra, e confessou o assassinato, queixando-se que sua esposa havia o chamado de “desagradável” e “preguiçoso”.

Marido (Mark Dyson) cruel estrangulou esposa (Carole) até a morte porque ela estava farta de suas reclamações e gemidos por suposta dor no estômago, e não atendeu sua vontade na manhã do incidente.

Em uma relação complicada, ambos haviam se divorciado em 1987, mas continuaram convivendo em quartos separados, juntamente com a filha do casal, de 15 anos de idade, que morreu em 2001 devido a uma overdose.

No início do ano, Mark tinha começado a queixar-se de dores abdominais, apesar de nada ter sido diagnosticado.

O relacionamento do casal foi marcado por violência doméstica, temperamentos quentes e bebidas. A esposa, Carole, havia começado a perder a paciência com suas reclamações seguidas sobre sua saúde.

Na manhã do assassinato, em 29 de abril, Mark tinha ficado na cama até o meio-dia, após uma noite de sono difícil, mas quando sua esposa se recusou a ficar em casa com ele, para consolá-lo, ele iniciou o ataque brutal.

O assassino, que também sofria de depressão e ansiedade, disse à polícia: “Algo deu na minha cabeça e eu só me lembro de ir para cima dela.”

Apesar de expressar algumas vezes temer o temperamento do marido, Carole, que tinha 54 anos, continuou morando e cuidando dele até a tragédia acontecer.

Mark, chorando no banco dos réus, se declarou culpado pelo assassinato e foi condenado à prisão perpétua.

 


Homem processa hospital por danos emocionais após acordar de cirurgia usando calcinha rosa

Postado em 21/11/2014 em 01:49 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Andrew Walls está processando um hospital depois de supostamente acordar de um procedimento médico de colonoscopia e notar estar usando uma calcinha rosa.

O homem de 32 anos, da cidade de Dover, Inglaterra, afirma que a calcinha foi colocada nele quando ainda estava sob efeito da anestesia no Centro de Cirurgia, em Delaware. O caso aconteceu em outubro de 2012.

Ele agora está pedindo indenização por imposição intencional de sofrimento emocional. Em documentos judiciais, seu advogado afirma que ele sofreu angústia mental, teve salários perdidos e perda da capacidade de ganho. Andrew era um funcionário do local quando passou pela cirurgia.

Homem está processando hospital por danos emocionais após acordar de cirurgia usando calcinha rosa colocada enquanto estava sob efeito de anestesia.

O advogado chamou o incidente de” uma conduta extrema e escandalosa, que ultrapassou todos os limites possíveis da decência.”

Ele disse: “Seus colegas não conseguiram manter políticas e procedimentos adequados para o atendimento do paciente, o colocando em uma situação humilhante.”

A diretora do local, Jennifer Anderson, se recusou a comentar o caso, afirmando apenas: “Nós só descobrimos sobre isso ontem à tarde.”

 


Casal fica grudado um ao outro por causa de sucção após ter relação íntima dentro do mar

Postado em 21/11/2014 em 01:45 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Um jovem casal estava em uma praia de Porto San Giorgio, na Itália, quando decidiu aproveitar a água para expressar seu amor e ter uma relação íntima discreta.

Mas o que eles pensavam ser uma aventura romântica, acabou chegando ao fim de maneira constrangedora. O homem percebeu que era incapaz de se soltar da mulher, devido a sucção provocada pela água, forçando os 2 a andarem com os corpos grudados.

De acordo com informações locais, eles chamaram a atenção de uma mulher que andava pela praia, que gentilmente deu-lhes uma toalha para preservar o que restava de suas dignidades.

Casal foi hospitalizado após ter relação íntima dentro do mar e ficar grudado um ao outro, devido à sucção.

Um médico foi chamado e os jovens namorados foram levados para um hospital próximo, onde a mulher recebeu uma injeção utilizada para dilatar o colo do útero de mulheres grávidas.

 


Escritor causa polêmica ao afirmar que pessoas que assistem e compartilham vídeos com conteúdos íntimos envolvendo crianças não são pedófilas

Postado em 21/11/2014 em 01:43 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Um escritor chamou a atenção por conta de uma alegação polêmica. Ele afirmou que pessoas que assistem a conteúdos íntimos envolvendo crianças não podem ser classificadas como pedófilas.

O autor da frase foi John Grisham, autor de livros como “O Dossiê Pelicano”, “A Firma” e “Tempo de Matar”. Ele argumentava sobre as penas para quem assiste a materiais do tipo, mencionando que seriam mais severas do que o ato pedia.

Segundo o escritor, a consequência disso é que o sistema prisional dos EUA “enlouqueceu”, tendo cadeias cada vez mais cheias de homens de “meia idade e com cabelos brancos”.

Um escritor chamou a atenção por conta de uma alegação. Ele disse que pessoas que assistem a conteúdos íntimos envolvendo crianças não podem ser chamadas de pedófilas.

“Estas são as pessoas que não fazem mal a ninguém. Elas merecem algum tipo de punição, seja qual for, mas 10 anos de prisão?”, questionou.

A distribuição e posse de pornografia infantil é um crime federal nos EUA. Apesar disso, não há controvérsia sobre o fato de a pena ser a mesma para quem compartilha e quem recebe.

“Muitos destes caras não merece essas penas de prisão, mas é isso que eles recebem”, comentou.

Após a polêmica gerada, o escritor preferiu pedir desculpas sobre seus comentários.

 


Homem é nocauteado por mulher após pergunta-la quanto cobrava por relação íntima

Postado em 21/11/2014 em 01:37 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Um homem de 32 anos foi nocauteada após pedir a uma mulher que tivesse relação íntima com ele. O caso ocorreu no Cazaquistão.

Kondrat Golubev, de 32 anos, saía de uma casa noturna e acabou sendo pisoteado, na região pélvica, pela mulher.

Ele supostamente teria confundido a mulher, que estava acompanhada por uma amiga no momento do incidente, com uma prostituta.

Quando se aproximou das duas, perguntou quanto cobravam para ter uma relação íntima com ele.

Mulher nocauteou homem no Cazaquistão após ele pergunta-la quanto cobrava por relação íntima. Homem a confundiu com prostituta.

O vídeo do incidente foi gravado por Anatoli Pokrovski, de 36 anos, que estava próximo ao local à espera de sua namorada.

Kondrat acabou sendo levado ao hospital para receber atendimento após a agressão.

 


Síndrome da bela adormecida: doença faz jovem dormir 22 horas por dia

Postado em 21/11/2014 em 01:33 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Beth Goodier foi diagnosticada com uma condição rara chamada síndrome de Kleine-Levin

Adolescentes são conhecidos por sua capacidade de dormir por horas a fio, mas a inglesa Beth Goodier, de 20 anos, vai um pouco mais além. A jovem sofre de uma doença rara chamada síndrome de Kleine-Levin ― também conhecida como síndrome da bela adormecida ― que faz com que ela durma 22 horas por dia.

Beth começou a sofrer com a síndrome aos 16 anos e, desde então, quando os episódios acorrem, ela pode dormir "sem parar" por até três semanas. Mesmo quando ela acorda, a jovem pode estar confusa e não saber o que é real e o que é sonho

De acordo com Beth, sua doença fez com que ela passasse metade de sua vida na cama, fazendo com que perdesse momentos cruciais de sua vida.

― Só me lembro de trechos dos episódios, então é como se metade da minha vida desaparece

Os pacientes retornam ao normal entre os episódios, no entanto, podem ficar deprimidos como consequência da doença.

Durante um episódio, um doente pode ser irritável, infantil, desorientado e quer comer quantidades excessivas de alimentos

 


Conheça os hotéis nudistas mais populares do Caribe

Postado em 21/11/2014 em 01:29 arquivado em dicas sobre sexo - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

O Caribe se tornou um dos melhores destinos para o nudismo, com grandes hotéis na Jamaica, República Dominicana e Antígua



Já pensou em viajar para o Caribe? Além da conhecida e fascinante Cancún, há outros lugares bem interessantes e diferentes para viajar. No entanto, é bom prestar atenção em qual hotel você irá se hospedar. Isso porque o lugar se tornou um dos melhores destinos para o nudismo, com grandes hotéis na Jamaica, República Dominicana, Antígua, entre outros paraísos.

 

As grandes praias reservadas aos resorts passaram a ser locais perfeitos para a prática, já que são limitadas somente aos hóspedes e não possuem outras entradas. Assim, as pessoas têm total privacidade para tomarem sol "como vieram ao mundo" e se banharem no mar caribenho livremente.

 

Alguns hotéis são exclusivos para casais, como o Couples Tower Isle, onde o uso de roupas é obrigatório em toda a área comum, exceto na Tower Isle, uma pequena ilha privada que fica a alguns minutos de barco do local. Outros são apropriados para uma viagem em família, como o Club Orient, onde o uso de roupas é opcional e as crianças são bem-vindas.

 

Confira alguns resorts populares entre os nudistas.

 

Club Orient (St. Martin)


Apesar da maioria dos resorts nudistas serem exclusivos para adultos, o Club Orient recebe pessoas de todas as idades, sendo apropriado para uma viagem em família. Localizado na Orient Bay, considerada uma das praias mais bonitas do mundo, o hotel oferece atividades variadas, como esportes aquáticos e pequenos cruzeiros, além de serviços de spa e massagem. Diárias a partir de € 140 (cerca de R$ 440).

 

Hawksbill (Antígua)


Com cerca de 15 hectares de jardins tropicais em frente ao mar, o Hawksbill abriga a única praia de Antígua onde as roupas não são obrigatórias. Seus diferentes tipos de acomodações são perfeitos para viagens a dois, com amigos ou família. Para um grupo maior, é possível reservar a "Great House", uma casa em estilo colonial que acomoda até seis adultos e seis crianças. O ambiente tem cozinha própria com bar, além de uma vista panorâmica para o mar caribenho. Diárias a partir de € 152 (cerca de R$ 478).

 

Desire Pearl Riviera Maya (Cancún, Mexico)


Com uma localização privilegiada, o Desire Pearl Riviera Maya permite que o turista fique em contato direto com a brisa do oceano, as areias branquinhas e as cores vibrantes do mar do Caribe. Este resort é exclusivo para casais e as roupas são opcionais, exceto nos restaurantes, onde estar vestido é obrigatório. Para a diversão e interação dos hóspedes, há boas opções de atividades diurnas e noturnas. Diárias a partir de € 585 (cerca de R$ 1.436).

 

Hidden Beach Resort (Riviera Maya, Mexico)


O hotel exclusivo para adultos encoraja seus hóspedes a se envolverem na experiência nudista, inclusive dentro dos restaurantes. Fazendo jus ao nome, o Hidden Beach Resort fica em um local realmente escondido, entre a floresta e o mar. À noite é possível assistir a um show de música e dança, além de participar de festas com diferentes temas a cada dia. Diárias a partir de US$ 568 (cerca de R$ 1.391).

 

Couples Tower Isle (Ochos Rios, Jamaica)


Neste hotel, o uso de roupas é obrigatório em todas as áreas comuns, exceto na Tower Isle, uma pequena ilha privada que fica a alguns minutos de barco do local. O resort tem quatro jacuzzis, duas piscinas, seis restaurantes e quatro bares temáticos, com pratos que vão da culinária asiática até especialidades jamaicanas. Além do que é oferecido dentro do Couples Tower Isle, os hóspedes também podem desfrutar de inúmeros passeios, como aulas de mergulho e tours de barco. Diárias a partir de € 876 (cerca de R$ 2.740).

 

The Natural (Curaçao)


O hotel está cercado por pequena cadeia de montanhas onde os turistas da ilha não costumam chegar. Diferente de outros resorts de nudismo, ele não é exclusivo para casais, mas exige que os hóspedes tenham, no mínimo, 16 anos. The Natural é o único resort nas Ilhas ABC (Aruba, Bonaire e Curaçao) que possui "roupas opcionais" como política. Diárias a partir de € 35 (cerca de R$ 110).

 

Hedonism II (Negril, Jamaica)


Apesar do nome, este resort não é tão ousado como parece. No Hedonism II, o nudismo só é permitido em certos locais. Nas áreas comuns, como os restaurantes, o uso de roupas é obrigatório. Para complementar a praia, o local oferece diversas piscinas e jacuzzis. O hotel abriga também um dos mais completos centros aquáticos da Jamaica, repleto de atividades na água e equipamentos de primeira linha. Diárias a partir de US$ 452 (cerca de R$ 1.110).

 


“Ele tinha uma doença”: mulher que ficou mais de dez anos em cativeiro nos EUA diz que perdoa sequestrador

Postado em 21/11/2014 em 01:25 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Sequestro em Cleveland foi descoberto em 2013 e três vítimas foram libertadas


 Michelle Knight passou mais de dez anos presa em uma casa localizada na cidade de Cleveland, nos Estados Unidos, após ser sequestrada por Ariel Castro em agosto de 2002, aos 21 anos.

Apesar de ter sofrido violência sexual e física e de ter tido cinco abortos no cativeiro, Michelle disse que perdoa seu agressor, de acordo com informações do jornal New York Daily News.

— Não é culpa dele.

 "No começo eu odiava", disse a vítima, em um evento patrocinado por uma organização que luta contra a violência doméstica.

— Mas eu passei por terapia e percebi que não tinha sido culpa dele. Ele tinha uma doença.

 Michelle Knight foi encontrada junto com Amanda Berry e Gina DeJesus no dia 6 de maio de 2013. Ela disse que foi atraída para a casa de Castro porque ele prometeu dar um filhote de cachorro ao filho da vítima.

"Para mim, esse ódio poderia controlar minha vida, condenar a minha vida ao inferno", disse ela.

— E eu escolho perdoar essa pessoa por toda a injustiça que fez comigo. E peço às pessoas que olham para mim que o perdoem também.

Castro, de 53 anos, se enforcou na prisão, um mês depois de ser detido.

 


Motorista escolar é suspeito de abusar sexualmente de jovem

Postado em 21/11/2014 em 01:23 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Vítima e família estariam sofrendo ameaças após denunciar o crime à polícia


 Um motorista de transporte escolar é suspeito de abusar sexualmente de uma das meninas que ele transportava, no bairro da Freguesia, zona oeste do Rio. Segundo a vítima, o suspeito  era vizinho da família e fazia ameaças para garantir que não houvesse denúncias.

— Eu estava sozinha dentro da condução e não tinha aula. Então, ele falou que ia passar em casa pra pegar as ferramentas dele. Quando chegou [na casa], ele me mandou entrar sem falar nada, senão ele ia matar minha família e eu. Eu entrei, ele me levou pro quarto e começou a fazer.

A mãe da vítima, Elaine dos Santos, afirma que só descobriu a violência porque uma colega a convenceu a contar para uma professora.

— A diretora me informou que ela tinha sido abusada pelo motorista. A minha filha não contou antes porque ele estava procurando por ela e fazendo ameaças.

Segundo a família, quando o suspeito descobriu que o caso foi levado à polícia, repetiu as ameaças de morte. Com medo, a família da vítima se mudou e agora paga aluguel.

O delegado da Delegacia de Campinho (28ª DP), Fábio Pacífico, afirma que há outras denúncias contra o suspeito.

— Fizemos exames físicos e psicológicos. Com base nos laudos, se constatou a veracidade do que a família alegava e os autos foram encaminhados à Justiça com pedido de prisão preventiva e ele já tá com prisão decretada.

 

 

 


Homem é preso suspeito de tentar matar e torturar a mulher em Goiás

Postado em 21/11/2014 em 01:18 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Segundo a polícia, ele a manteve em cárcere privado e a cortou com facão.
Após 9 meses foragido, suspeito foi detido; ele deve responder por 3 crimes.

 Um homem de 32 anos foi preso na quarta-feira (15) suspeito de torturar e tentar matar a mulher em Goianápolis, na Região Metropolitana de Goiânia. A Polícia Civil informou que ele a agrediu com um facão e a manteve por cerca de 48 horas em cárcere privado.

O suspeito cometeu o crime em janeiro deste ano. Desde então, ele estava foragido.

Segundo o delegado responsável pela investigação, Rodrigo Vargas, o homem chegou a “colocar pimenta nas partes íntimas da mulher”. “Ele desferiu vários golpes de facão na região das costas, braços. Submeteu a vítima a intenso sofrimento físico”, relatou o policial.

O delegado conta que os golpes deixaram sequelas. “Insatisfeito em agredi-la fisicamente e de ameaça-la constantemente de morte, ele desferiu um golpe de facão na região da perna esquerda cuja lesão provocou a ruptura do nervo da perna esquerda”, disse.

Conforme o delegado, o suspeito deve ser indiciado por três crimes: tortura qualificada, tentativa de homicídio e cárcere privado. Caso seja condenado, ele pode ser sentenciado a 40 anos de prisão.

 


Abuso de laxantes por meninas leva Reino Unido a cogitar restrições

Postado em 21/11/2014 em 01:11 arquivado em pesquisa - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

A agência que regula medicamentos no Reino Unido está considerando a possibilidade de restringir a venda de laxantes. A questão é que esses produtos parecem inofensivos, mas não são – nem mesmo os naturais. Muitas garotas com anorexia ou bulimia fazem uso abusivo dessas pílulas por acreditarem que isso ajuda a emagrecer.

Um documentário produzido pela BBC e noticiado no Daily Mail mostra que qualquer garota pode comprar laxantes aos montes sem ser questionada. No Brasil também não há nenhuma restrição a esse tipo de medicamento – quem sabe as autoridades, aqui, também não começam a pensar no assunto?

Usados de forma inadequada, os laxantes provocam diarreia, desidratação e alteram o equilíbrio de eletrólitos no organismo, podendo causar queda brusca de pressão e desmaios. A longo prazo, esses produtos prejudicam o fígado e podem causar insuficiência cardíaca. Sem contar que provocam um tipo de dependência – a pessoa não consegue evacuar sem ajuda deles.

Uma garota de 15 anos mostrada no documentário conta que chegou a ir parar no hospital após tomar 20 comprimidos de laxantes. Ela ficou tão desidratada, que a pressão caiu demais e o coração passou a bater muito devagar. Outra jovem conta que começou a usar esses produtos aos 13 anos, com a esperança de perder peso. Ela começou tomando quatro ou cinco, mas, com o tempo, precisava de 20 ou até 30 comprimidos para conseguir o efeito desejado.

É importante lembrar que a diarreia até faz o ponteiro da balança diminuir, mas o que se perde é água, e não gordura. Por isso, a perda de peso é só temporária. O tratamento dos transtornos alimentares muitas vezes inclui a redução do uso de laxantes, até a retirada completa. No começo o intestino custa a funcionar, mas, com paciência e consumo de fibras, acaba voltando ao normal.


Transexual de 13 anos revela luta por aceitação nos Estados Unidos

Postado em 21/11/2014 em 01:06 arquivado em dicas sobre sexo - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

 

Ofelia Barba Navarro se emociona quando lembra das agressões físicas e insultos sofridos durante anos por sua filha Zoey, 13 anos, que é transexual. Ela sabia da identidade de gênero de sua filha desde muito cedo, e sua principal preocupação era tentar proteger Zoey, registrada como sendo do sexo masculino.

"A perseguição era constante, a pegavam, jogavam ao chão e diziam coisas horríveis", conta a mãe solteira, que vive em uma casa simples com os três filhos em Downey, um subúrbio de Los Angeles, no Estado americano da Califórnia.

"Usavam insultos que eu não me atrevo a repetir. Foi nessa época que Zoey, com apenas oito ou nove anos, começou a falar que não queria mais viver e isso meu deu muito medo. Quando sua filha diz que preferia estar morta ou quando te chamam na escola para dizer que sua filha quer pular do prédio, você percebe que precisa fazer algo."

Atualmente, depois de anos de sofrimento e incerteza, Ofelia e Zoey estão recebendo a ajuda que precisam e garantem que, finalmente, podem pensar no futuro com otimismo. Zoey é acompanhada há três anos pelos profissionais do Hospital Infantil de Los Angeles e começou a transição para poder se desenvolver totalmente como mulher.

Seu caso é parecido com o de centenas de menores transexuais de todos os Estados Unidos que estão recebendo ajuda cada vez mais cedo para que possam viver de acordo com sua verdadeira identidade de gênero.

 Progresso

Essa é uma amostra de que está ocorrendo progresso na percepção da transexualidade. "Os avanços que ocorreram nos últimos anos foram enormes", disse à BBC Mundo a médica Johanna Olson, diretora do Centro para Saúde e Desenvolvimento dos Jovens Transexuais do Hospital Infantil de Los Angelos, que cuida da transição de Zoey.

"É um tema falado cada vez mais abertamente e mais cedo. Não há dúvida de que a visibilidade da comunidade transexual nos meios (de comunicação) está ajudando. Agora até nas séries de televisão estão incluindo personagens transexuais", disse a médica, uma das principais especialistas desse campo nos Estados Unidos.

"Além disso, a internet está permitindo que crianças e jovens transexuais entrem em contato e possam ter acesso a comunidades as quais, antes, não teriam como encontrar. Isto está fazendo com que a visibilidade do coletivo aumente."

Segundo explica Johanna, quando iniciou seu trabalho nessa área, há pouco mais de cinco anos, tinha apenas 40 crianças e jovens como pacientes e agora conta com cerca de 340 com idades entre quatro e 25 anos. "A mentalidade dos pais mudou muito na última década. Cada vez mais estão conscientes de que há formas de ser alternativas."

"Dialogam de forma totalmente diferente com os filhos, os enxergam como seres humanos e não como uma propriedade. Isso permite que as crianças e adolescentes possam falar de suas experiências", disse.

Bloqueio da puberdade

Segundo Olson, uma das maiores mudanças dos últimos anos é a possibilidade de dar às crianças transexuais os chamados bloqueadores hormonais. Esses são remédios cujos efeitos são reversíveis, aplicados em forma de injeção ou implante subcutâneo.

Esses medicamentos são fornecidos para crianças transexuais antes que comecem a puberdade biológica, para que o corpo não produza os hormônios sexuais que produziria normalmente.
"Os transexuais ficam mais vulneráveis quando experimentam a puberdade que não corresponde (à identidade de gênero). É quando vemos que eles sofrem de ansiedade, depressão, tentativa de suicídio ou isolamento social."

 Paralisando a puberdade, os médicos evitam que se desenvolvam com os traços físicos e sexuais de um gênero com o qual não se identificam, como a voz grave e pelos no corpo, no caso de meninos, ou seios, no caso de meninas.

Depois, entre os 14 e 16 anos, dependendo do protocolo de cada país, os médicos podem começar um tratamento hormonal para desenvolver os traços físicos de acordo com sua verdadeira identidade de gênero.

A médica afirma que os bloqueadores são seguros e lembra que há décadas eles são usados para crianças com transtornos que levam à puberdade precoce. Mas Johanna reconhece que a terapia de substituição hormonal, a mais polêmica e que usa estrogênio ou testosterona, resulta em mudanças irreversíveis e os pacientes ficam estéreis.

Outros especialistas afirmam que, devido a essas mudanças irreversíveis e pelo fato de não se conhecer os efeitos no longo prazo, seria necessário esperar que os jovens atingissem a maioridade para que eles decidissem se devem ou não seguir com a terapia.
Mudanças

Zoey, que começou o tratamento há três anos, usa os bloqueadores hormonais e faz tratamento com Johanna Olson graças à organização União das Liberdades Civis dos Estados Unidos (ACLU, na sigla em inglês). Desde então, sua vida mudou muito.

Os especialistas da organização tiveram de intervir para que Zoey não fosse expulsa da escola, que considerava a forma como ela se vestia e seu comportamento inadequados.

"Percebi que não tinha de ser uma pessoa diferente e que podia ser eu mesma. Um mundo de possibilidades se abriu. Pude deixar o cabelo crescer e me vestir como realmente queria", disse Zoey em entrevista à BBC Mundo.

Ofelia, por sua vez, conta que não foi uma decisão difícil a de deixar sua filha começar o tratamento, já que sabia dos problemas que transexuais enfrentam durante a transição para a idade adulta.

Drian Juárez, que trabalha como diretora do programa de fortalecimento econômico dos transexuais do Centro de Gays e Lésbicas de Los Angeles, passou por isso. "Como mulher tive de atravessar a puberdade masculina e isso, quando fui ficando mais velho, fez minha transexualidade mais visível, o que levou à discriminação, abuso e violência", disse à BBC MUndo.

Juárez contou com o apoio da família, mas sofreu muitos abusos físicos e verbais durante a infância e adolescência. Quando entrou na idade adulta, isolada socialmente e sem poder pagar pelos tratamentos para fazer a transição, teve de se prostituir.

Juárez acredita que as mudanças dos últimos anos podem ser em parte atribuídas aos pais que têm cada vez mais informações, particularmente graças à internet. "Ver que agora os filhos podem expressar quem realmente são é incrível. Casos como o de Zoey me dão esperança. Esperança de que não terá de enfrentar tanta discriminação e poderá mostrar ao mundo sua verdadeira identidade", afirmou.

 


Homem chora e pede desculpas à vitima durante estupro mas acaba preso

Postado em 18/11/2014 em 11:31 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Um homem que chorou e pediu desculpas à sua vítima enquanto a estuprava, foi preso por nove anos.

Richard Thomas fez amizade com uma mulher de 20 anos de idade, em 08 de junho de 2013, no centro da cidade de Bolton (Inglaterra), e eles passaram o dia juntos.

Mas nas primeiras horas da manhã seguinte, depois de ter deixado um endereço nas proximidades para pegar um táxi, ele levou a mulher através do parque Queens, onde a empurrou no chão e a estuprou.

Com 22 anos de idade, Richard pediu desculpas à vítima e chorou, antes de continuar o abuso e fugir posteriormente.

Richard Thomas que foi preso por 9 anos chegou a chorar e pedir desculpas a vítima durante abuso íntimo na Inglaterra.

Ele foi preso mais tarde no mesmo dia, e acabou sendo acusado em fevereiro de 2014, mas não compareceu a uma audiência de apelo e gerenciamento de casos, enquanto estava em liberdade sob fiança.

No dia 1 de junho deste ano, Richard conheceu sua segunda vítima após uma festa em Westhoughton. Depois da festa, eles caminharam ao longo de uma passagem e Richard pegou a jovem de 17 anos pelo pescoço, ameaçando de esfaqueá-la caso não tivesse relação íntima com ele. A polícia acabou o prendendo pouco tempo depois.

No tribunal, Richard admitiu uma acusação de agressão íntima e uma acusação de estupro, sendo condenado a 9 anos de prisão.

 


Preservativos usados causam mistério ao começarem a aparecer dentro de metrô de Nova York

Postado em 18/11/2014 em 11:30 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link


Uma nova “onda” estranha tem chamado a atenção em Nova York. Preservativos usados começaram a aparecer dentro do metrô da cidade.

O primeiro caso do tipo foi visto na última semana. Internautas começaram a publicar as imagens que haviam feito de alguns preservativos amarrados no interior das conduções.

A medida que os dias foram passando, o caso se tornou viral, e uma infinidade de relatos e novas fotografias surgiram. Alguns usuários da web alegaram que começaram a ver tais preservativos desde o último mês.

Ainda não se sabe se as camisinhas tinham creme para as mãos ou realmente esperma dentro.

As autoridades que cuidam do setor de transportes estão preocupadas com a nova mania. “Estamos tentando fazer o possível para manter os vagões limpos”, alegou o porta-voz do setor, Adam Lisberg.
 


Homem encontrado nu em floresta com sua filha de 8 anos alega que estava apenas testando a resistência da menina ao frio

Postado em 17/11/2014 em 11:27 arquivado em aconteceu de verdade - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link


Um homem encontrado nu em uma floresta, junto com sua filha de 8 anos de idade, disse à polícia que estava testando a resistência da menina para o tempo frio.

Cerca de 200 policiais foram chamados para procurar Jan Magusin, de 38 anos, depois que ele não levou sua filha Nina para a escola e não apareceu para trabalhar.

Um ciclista chamado Josef Hanzlik, de 30 anos, disse que viu o homem de joelhos em uma trilha na floresta com a menina tremendo de frio perto de um arbusto, afirmando que foi umas das coisas mais bizarras que ele já tinha visto.

Homem e filha foram encontrados nus e pai alegou aos policias que estava fazendo teste de resistência ao frio em floresta na Eslováquia.

Quando a polícia chegou ao local, encontrou o carro abandonado e, em seguida, viu o homem com sua filha. Ele se tornou agressivo e tentou fugir, insistindo que estava testando a resistência deles ao frio. Jan acabou sendo contido pelos oficiais.

Um porta-voz da polícia disse: “Depois de ser pego, ele disse que estava testando a resistência de sua filha para o tempo frio.”

Os dois foram levados para hospitais na cidade vizinha de Bratislava, na Eslováquia, e a menina recebeu alta pouco tempo depois.

 


'Não é para qualquer um', dizem atores e atrizes pornô sobre profissão

Postado em 17/11/2014 em 09:21 arquivado em dicas sobre sexo - 0 Comentários - Incluir Comentário - Link

Astros e estrelas dos filmes adultos falam ao G1 o que precisa para atuar.
G1 foi ao primeiro prêmio da indústria pornô brasileira, o Pip 2014.

Atuar em filmes pornográficos é uma profissão que provoca o desejo de muita gente, afinal, é a chance de trabalhar, ganhar dinheiro e ainda ter prazer. Mas afortunados que trabalham atuando em filmes de sexo, embora realmente gostem da profissão, dizem que não é um trabalho fácil ou para qualquer um. Exige ter um algo a mais, uma vontade acima do normal de fazer sexo, segundo atores e atrizes ouvidos pelo G1 no primeiro Prêmio da Indústria Pornô, o Pip 2014, na noite de terça-feira (14) em São Paulo.

O tema divide opiniões entre os astros e estrelas do cinema adulto. As mulheres teriam menos dificuldades, segundo os entrevistados, e o homem lidariam com mais problemas para trabalhar no setor: além de ter um pênis com um tamanho acima da média para aparecer no vídeo, o homem ainda tem que manter o fôlego durante as cenas e na frente do diretor, do câmera, de produtores e de outros no estúdio de filmagem.

 "Não é para qualquer um. Tem que ter  bom desempenho e também um bom 'material', senão não rola", afirma Fabiane Thompson, vencedora do prêmio de melhor atriz pornô brasileira no Pip 2014. Cleo Cadillac concorda: "Para o ator é mais difícil. Ele tem que levantar e manter, não é fácil". Cleo diz que para a mulher é "bem mais fácil". "Basta ser gostosa", resume. A atriz de filmes adultos Cinthia Santos acredita que para trabalhar na área é necessário "ter uma certa prática": "Tem que gostar de sexo e  ter coragem de mostrar sua imagem publicamente".

'Tamanho não é documento'
O fator tamanho do pênis não é algo que atores pornô consideram interessante. Vencedor do prêmio de melhor ator de filmes eróticos, Ed Junior, diz que, se fosse fácil, existiriam muito mais atores trabalhando. "Haveria homens muito mais bonitos do que eu atuando, mas isso não acontece. Já tentaram colocar modelos, homens muito bonitos, mas sem o preparo necessário, não rolou".

 Ator e diretor de produções pornográficas e vencedor da melhor cena de sexo oral do Pip 2014, Brad Montana diz que "tamanho não é documento" para quem quer ser ator pornô. "O tamanho não é importante, a média [do tamanho do pênis] do brasileiro é boa para cenas que gosto de filmar".

Há 30 anos no ramo, o diretor e produtor Stanlay Miranda conta que são as câmeras que intimidam homens. "O pessoal fala que topa filmar, que vai transar com todo o mundo, mas no momento que eu ligo a câmera e a luz, não sai nada. O psicológico tem que ser muito forte mesmo".

 


« Última Página :: Próxima Página »

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...